Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Resultados no Turismo são fruto da parceria bem-sucedida entre políticas públicas e a adesão dos empresários, afirma Vasco Cordeiro


Vasco Cordeiro participa em iniciativa online com jovens Açorianos


“Açores Primeiro! Todos Contam” apresenta propostas para o futuro da Região


Eleições de 25 de outubro são oportunidade para os Açorianos darem mais força à Autonomia, afirma Vasco Cordeiro


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Ser ou não ser…"
2020-09-26
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Bolieiro: de fato preto nunca me comprometo!"
2020-09-26
Lara Martinho Lara Martinho
"Recuperação e Resiliência"
2020-09-26
José Contente José Contente
"Votar PS"
2020-09-24
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Mais manutenção de emprego e menos economia paralela"
2020-09-24
Mariana Matos Mariana Matos
"Juntos"
2020-09-20
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Concertação"
2020-09-19
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Cláudia Cardoso

Opinião

"O diálogo"

Cláudia Cardoso
2011-10-07

 

O BE, este pseudo/partido, que ninguém sabe muito bem o que é, incluindo os próprios, apresentou um voto de protesto contra o encerramento de escolas. Para isso usou a forma de um voto de protesto quando sabe que o governo está impedido pelo regimento de intervir nos votos apresentados na assembleia. Ou seja, o BE acusa o governo de falta de diálogo, mas escolhe uma figura que impede o governo de intervir. O que isto significa é que o BE não quer explicações do governo, nem sequer o diálogo que reclama. O que o BE quer é acusar os outros sem lhes dar a possibilidade de defesa. É falar sozinho. E dizer o que pensa sem se incomodar com esta coisa do contraditório. Para um partido que enche a boca com as vantagens democráticas do diálogo parece-me um procedimento estranho. Mais dado ao monólogo. A reestruturação escolar da região correu sem sobressaltos, em concertação com as unidades orgânicas. As escolas que fecharam, exceptuando aquelas que passam a integrar novas unidades orgânicas, tinham todas um reduzido número de alunos, infra-estruturas físicas piores do que as escolas de recepção e eram, na maioria dos casos, escolas de lugar único, em que o mesmo professor é obrigado a leccionar a quatro anos de escolaridade dentro da mesma sala de aula. Com graves prejuízos pedagógicos para os alunos que as frequentam, e que se espelham nos resultados quando comparados com a média regional das PASE. A quase totalidade das escolas que encerrou fica a cerca de 2 km das escolas que receberam estes alunos. Todos os alunos das escolas encerradas desde que distando mais de um quilómetro da escola de recepção têm direito a transporte gratuito e refeição completa. É por isso fundamental que se perceba que se trata acima de tudo duma medida que atende a critérios pedagógicos essenciais para o futuro destas crianças.

 

Mais Artigos

Francisco César O dilema do bom aluno…



José San-Bento A Resposta Tardia



João Aguiar Aonde pára a Piscina?



Mariana Matos À luz das contas



Berto Messias Contrastes



Cláudia Cardoso Tristeza a quanto obrigas



João Aguiar Vencer os novos desafios



Mariana Matos "Pessoas Sensíveis"



<< <

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados