Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Vasco Cordeiro fixa meta de dois milhões de euros para o Orçamento Participativo da Região


Desemprego volta a baixar nos Açores e regista a segunda maior descida do país


Vasco Cordeiro anuncia projeto para fazer da Graciosa “ilha modelo” da mobilidade elétrica


Vasco Cordeiro enaltece esforço de 12.500 Açorianos que apostaram no reforço das suas qualificações


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Ódio antigo"
2020-02-22
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Uma saída à Bolieiro…"
2020-02-22
João Vasco Costa João Vasco Costa
"O exemplo?"
2020-02-21
Emanuel Furtado Emanuel Furtado
"O combate à pobreza e à exclusão social"
2020-02-20
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"(EU)tanásia"
2020-02-19
Mónica Rocha Mónica Rocha
"Filarmónicas açorianas honram o passado e melhoram o futuro"
2020-02-18
João Paulo Ávila João Paulo Ávila
"Filarmónicas dos Açores"
2020-02-14
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Mariana Matos

Opinião

"Marcelinhos, Cavaquinhos e outros “´tadinhos”"

Mariana Matos
2010-12-07

 

Inspirei-me no título do "Serenamente" de hoje, enquanto ouvia falar Marcelo Rebelo de Sousa, no Domingo.
Um homem, cuja profissão é comentar o que outros dizem, sem nunca nos ter provado que as teorias que inventa, a partir do que ouve, e lê têm algum valor, que vá, sequer mais além, da mera circunstância de o vermos (ocasionalmente) caricaturado como os fantoches nos programas de diversão, ou na posição de ontem, a de comentador da diária portuguesa.
Ontem fez parte do coro dos que, por estes dias, se têm consolado a alimentar uma espécie de raiva aos Açores e aos açorianos, depois do “soprano” maior ter dado da Argentina, o mote: “Atenção aos açorianos!”, quis dizer ele, numa prática de “Eu não conheço bem, mas”…tão pouco própria de um candidato, tão pouco dignificante do Presidente da República Portuguesa.
Ora, é bom que se saiba, e que não sabendo se pense nisso, que a medida em questão não custa um cêntimo a mais que seja nem ao Estado, nem muito menos aos cidadãos do país e que ela representa, não uma espécie de falta de solidariedade nacional, mas antes uma questão de opções e de prioridades legítimas, legitimadas e justas.
E o espantoso é que muito poucos tenham percebido que se trata afinal do exercício da Autonomia, das prioridades que o Governo dos Açores optou por ter e que o Parlamento regional aprovou e que ao invés disso estejam a roer as unhas de inveja por não terem podido optar também por propor políticas assim para o país.
Nos Açores decidiu-se afectar recursos às famílias, às empresas, criar linhas de crédito, aumentar o complemento ao abono de família, aumentar o complemento das pensões ou alargar o complemento remuneratório regional que já existia para os funcionários públicos que ganhavam até 1.304 € ao grupo dos que auferem salários brutos até 2.000 €, com base no mesmo princípio…
No continente, na Madeira e mesmo cá, entre alguns, que falam contra o assunto, a “guerra” é outra. Eles não queriam que o Governo dos Açores tivesse desistido de fazer a cobertura do Estádio de São Miguel. Eles preferiam que nos Açores fosse como na Madeira e, que em vez de se pensar nas pessoas e nas empresas, se construíssem dois estádios de futebol por 70 milhões e, quem sabe até uma ponte que ligasse as ilhas como a ideia peregrina de um célebre peregrino, que por aqui andou em campanha eleitoral…
Não vale pois a pena continuarem com essas atitudes de Marcelinhos, Cavaquinhos e “´tadinhos”.
Descansem os portugueses de todo o Portugal, ilhas incluídas (e não adjacentes como alguns, certamente, gostariam de nos denominar), tranquilize-se, o candidato Presidente da República, em exercício, aqui ninguém está a roubar dinheiro a ninguém. Aqui somos uma Região Autónoma.
E temos hoje como (sempre) tivemos o maior orgulho em ser açorianos…

 

Mais Artigos

Francisco César O dilema do bom aluno…



José San-Bento A Resposta Tardia



João Aguiar Aonde pára a Piscina?



Mariana Matos À luz das contas



Berto Messias Contrastes



Cláudia Cardoso Tristeza a quanto obrigas



João Aguiar Vencer os novos desafios



Mariana Matos "Pessoas Sensíveis"



<< <

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados