Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Boa capacidade de execução tem de ter “expressão prática” nas negociações dos próximos fundos comunitários, afirma Vasco Cordeiro


Presidente do Governo escolhido para candidato do PSE à Presidência do Comité das Regiões


Governo assume compromisso de tudo fazer para que a SATA sirva cada vez melhor os Açores e os Açorianos, afirma Vasco Cordeiro


Isabel Rodrigues defende equilíbrio na condicionalidade ambiental para acesso aos fundos comunitários


Artigos de Opinião

Lara Martinho Lara Martinho
"JORNADAS PARLAMENTARES NOS AÇORES"
2019-12-07
Francisco Coelho Francisco Coelho
"E-moções"
2019-12-07
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Movimento de cidadãos, dizem eles"
2019-12-07
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Um Orçamento para 2020 que no papel promete e que a realidade confirmará"
2019-12-04
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Nobres ritos"
2019-12-01
Lara Martinho Lara Martinho
"Pensões"
2019-12-01
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Orçamento 2020: Todos (os que querem) contam!"
2019-12-01
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Francisco Coelho

Opinião

"Nobres ritos"

Francisco Coelho
2019-12-01

 

Esta semana realizou-se um dos mais nobres e típicos rituais parlamentares: o debate do Plano e Orçamento. Não há democracia que dispense o Parlamento, livre, democrático e plural; e não há Parlamento que prescinda dos seus rituais, que podem não ser tão excitantes como os “alertas CM”, mas o debate a sério ainda exige um tempo mais longo.
No Parlamento, no nosso que é o de uma Democracia recente mas consolidada, qualquer representação parlamentar tem direitos e fala sempre; O Regimento prevê direitos potestativos para as oposições; Para ser grupo parlamentar chega a pluralidade mínima de dois; Há mecanismos para obrigar o Governo, em prazo curto e certo, a responder aos requerimentos; No nosso parlamento, felizmente, a oposição só reclama mais direitos porque está cá para o fazer, porque alguns, que não todos, fizeram para que assim fosse.
O Partido Socialista é, consabidamente, por gosto e convicção, uma maioria democrática e dialogante, que preza o debate democrático e não dispensa a negociação e o consenso que a salutar pluralidade parlamentar exige; por isso mesmo, sempre aprovámos iniciativas parlamentares de todos os Partidos da oposição.
Infelizmente o PSD tem tido tão pouco tempo para pensar nos Açores e olhar para os açorianos, que muitas das suas reivindicações são a exigência de mais um degrau, o ganir em tom mais elevado uma nota, mas sempre duma música, dum modelo e dum paradigma que é aquele que o PS construiu para os Açores!
Ao nível reivindicativo, o PSD só pede mais daquilo que o PS já propôs e já fez, e certamente continuará a fazer em benefício dos Açorianos.

 

Mais Artigos

Mariana Matos Apenas e só cumprir os Açores



Berto Messias Negações convenientes



Hélder Silva Hoje assim, amanhã já não



Piedade Lalanda O estado pouco social



Francisco César Este país não é para rapazes



<< <

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados