Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Governo dos Açores prepara alterações ao Regime Jurídico da Proteção Civil


Reconstrução do Lorenzo em plena “velocidade de cruzeiro” por toda a Região, afirma Vasco Cordeiro


Obra de 1,2 milhões de euros garante melhores condições de segurança e de trabalho no porto de pescas da Madalena, afirma Vasco Cordeiro


Serviço Regional de Saúde com reforço de 95 milhões de euros, anuncia Vasco Cordeiro


Artigos de Opinião

José San-Bento José San-Bento
"Presidente de Menos"
2020-07-06
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Confiar"
2020-07-04
Lara Martinho Lara Martinho
"Orçamento do Estado Suplementar"
2020-07-04
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Azores Parque: um inquérito que se impunha! "
2020-07-04
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Nossa rica Ponta Delgada"
2020-07-04
José Contente José Contente
"O binómio saúde-economia terá de constituir a nossa nova moeda única europeia"
2020-07-03
Vítor Fraga Vítor Fraga
"Em defesa de Ponta Delgada"
2020-07-03
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Hernâni Bettencourt

Opinião

"De 17 escolha 1 s.f.f."

Hernâni Bettencourt
2019-09-02

 

Na passada segunda-feira - data limite para apresentação das listas de candidatos à Assembleia da República - foram entregues no Tribunal da Comarca dos Açores, em Ponta Delgada, as últimas candidaturas dos dezassete (17) partidos ou coligações que decidiram concorrer às eleições legislativas de 6 de outubro pelo círculo dos Açores. Os 17 partidos ou coligações à disposição dos eleitores açorianos são: PNR, PSD, CDU, PPM, PAN, PDR, BE, MAS, PTP, PCTP-MRPP, Iniciativa Liberal, CDS-PP, PS, Aliança, Livre, Chega e Partido da Terra. Ufa! Que fartura! Há, portanto, para todos os gostos e feitios. O que importa é que cada um de nós, após efetuada a devida ponderação, deposite em urna a sua escolha, a qual não se resume aos 17 partidos e coligações que constarão do boletim de voto, uma vez que ainda existe a possibilidade de votar branco ou nulo. Sim, também ainda existe mais uma. Mas essa é, em nossa opinião, uma não escolha. Uma omissão do cumprimento de um dever. Uma procuração a outros para decidirem por nós. Um erro que não deverá ser cometido, salvo obviamente casos de força maior. A democracia precisa de ser cultivada. O voto é o alimento fundamental da Democracia. A democracia não sobreviverá muitas mais décadas com a abstenção a níveis superiores a 50%. Nos Açores, infelizmente, há muitos anos que já ultrapassámos essa fasquia. Em 2015, por exemplo, a abstenção atingiu quase 60% (concretamente 58,78%, sendo que a nível nacional a abstenção ficou-se “apenas” pelos 44,14%), o que significou que 133.743 eleitores recenseados nos Açores não exerceram o respetivo direito de voto. No ano seguinte (2016), nas eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, a abstenção foi de 59,2%. Ora, numa eleição que devia dizer mais qualquer coisa aos eleitores já que se estava a escolher entre os nossos “vizinhos”, tivemos um inacreditável crescimento da abstenção. Independentemente das razões – sejam elas técnicas ou outras que até constam do relatório final de um estudo solicitado por iniciativa do Partido Socialista e aprovado por unanimidade na Assembleia Regional à Universidade dos Açores e que está a merecer toda a atenção e, seguramente, traduzir-se-á na aplicação de medidas concretas visando o combate a este flagelo – estamos na presença de um estado de emergência eleitoral. Por isso, urge mudar estes vergonhosos números. Urge acordar os adormecidos. Urge convencer os que desistiram. Urge trazer até às urnas de voto os inúmeros membros dos grupos que nascem como cogumelos nas redes sociais e que depois vão para a praia o dia inteiro nas datas eleitorais. Urge abanar consciências. Urge fazer diferente. Urge tanta coisa... Mas para ser em democracia… urge votar!!

 

Mais Artigos

João Aguiar Só me saem duques!



José Ávila Estar contra porque sim



Sónia Nicolau Uma “banana” pelo voto ignorante



Berto Messias Derrapagem para a Maledicência



Francisco César “O povo do caldo da portaria”



João Aguiar Que paguem os Açores!



Cláudia Cardoso O inefável Gaspar



José Ávila Entre o dizer e o fazer



<< <

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados