Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Vasco Cordeiro anuncia lançamento do concurso público para intervenção na estrada Furnas-Povoação


Vasco Cordeiro eleito por aclamação Primeiro Vice-Presidente do Comité das Regiões


PS/Açores garante simplificação e reforço dos apoios às filarmónicas


Classificação da Igreja do Carmo como imóvel de interesse público é importante contributo para a salvaguarda daquele património


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Precários"
2020-02-15
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Até sempre, Senhora Deputada Zuraida Soares!"
2020-02-15
Lara Martinho Lara Martinho
"VIAGEM DE ESTADO À ÍNDIA"
2020-02-15
José Miguel Toste José Miguel Toste
"Um congresso side-by-side"
2020-02-14
João Vasco Costa João Vasco Costa
"Congresso(s)"
2020-02-12
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Decisões e vitórias"
2020-02-12
José Contente José Contente
"In memoriam"
2020-02-12
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
João Aguiar

Opinião

"Velho, Bolorento e Quizilento"

João Aguiar
2011-02-15

 

Este PSD de Berta Cabral está a tornar-se o campeão da contradição e do populismo barato.
Este PSD de Berta Cabral, velho e envelhecido, está bolorento, quizilento e desmemoriado
Este PSD de Berta Cabral está realmente nervoso, sem norte e sem rumo.
Como aqui já denunciámos por diversas vezes, a líder do PSD não consegue ter a mínima coerência em relação à aplicação do apoio complementar aos funcionários autárquicos decretado pela Assembleia Legislativa Regional. Declaradamente contra a Lei, Berta Cabral, não faz uso da prorrogativa legal de não a aplicar com medo que os funcionários abrangidos e respectivas famílias, ficando prejudicados em relação aos de outras autarquias, no momento próprio, lhe dêem a cabal resposta nas urnas. Vai daí, decide pagar o devido e, simultaneamente, tenta passar a mensagem de que apenas se limita a cumprir a lei.
Em relação às SCUT´s, que tanta “comichão” têm causado às hostes laranja, a posição do PSD e da sua velha líder é de novo um exemplo de contradição e populismo. Por um lado, ataca ferozmente o Governo e a maior obra pública desde sempre levada a efeito na Região por a considerar megalómana, por hipotecar as gerações futuras, por ter sido entregue aos “espanhóis”. Por outro, acha que deveria ter mais ramais ligando todas as freguesias, que deveria ir até à Pedreira – e quem sabe, até à Fajã do Araújo, zona de veraneio de eleição de ilustres autarcas -, que deveria ser construído um viaduto entre a Lomba da Fazenda e a Vila do Nordeste, que certamente custaria milhões e pouparia dois minutos de viagem…
Sendo contra as SCUT´s – e é bom que as populações não o esqueçam – o PSD de Berta Cabral advoga, em perfeita contradição com o atrás dito, que o projecto se deveria ter estendido à Povoação, ignorando propositadamente, que aquela obra beneficia, e muito, todos quantos se dirijam àquele concelho quer pela costa norte quer pelo sul e que vêm a distância encurtada e a segurança aumentada. Afinal em que ficamos? As SCUT´s são ou não uma obra de extrema necessidade e utilidade para as populações?
Nós entendemos o nervosismo e a incoerência do discurso laranja em relação ao maior projecto rodoviário de sempre, levado a cabo pelo Governo de Carlos César. Berta Cabral e os seus acólitos já estão a imaginar o justo reconhecimento da população pela efectiva melhoria da qualidade de vida que aquela obra, muito embora ainda não concluída, já proporciona e virá a proporcionar de forma indesmentível às pessoas e às empresas de toda a ilha. Aquele empreendimento é um símbolo da coragem, do arrojo, do crer no futuro e da juventude de um governo em constante renovação e inovação nas políticas implementadas, suportado por um partido que, respeitando o passado, trabalha arduamente no presente sempre com uma permanente visão de futuro!
Dizíamos que este PSD de Berta Cabral, velho e envelhecido, está bolorento, quizilento e desmemoriado. Veja-se a actual líder, vinda dos primórdios do PPD/PSD, que, imaginem, já era membro do Governo Regional quando Carlos César nem ainda era candidato ao cargo de Presidente do Governo e que se pretende insinuar como sendo uma alternativa aos sempre renovados governos socialistas. Veja-se a troca de cadeiras na liderança do PSD na Assembleia Legislativa. António Marinho foi despromovido de líder da bancada para número dois e o velho deputado Duarte Freitas foi promovido à condição de líder parlamentar, quiçá como forma de pagamento pelo silêncio a que se remeteu ao de ter sido apeado do cargo de Deputado Europeu para dar lugar à mandatária de Cavaco.
Realmente este PSD está velho, bolorento e quizilento. Assim está, e tem razão para isso! O grupo parlamentar laranja é constituído por ex-governantes do tempo de Mota Amaral, velhos ex-membros de gabinetes, autarcas e candidatos derrotados nas urnas pelo povo, deputados tão antigos que já devem cheirar a mofo e naftalina e uma minoria de jovens/velhos que mal abrem a boca!
Para bem da democracia, da autonomia e do desenvolvimento dos Açores, aguardamos que em 2012 esses velhos senhores se reformem da política e que surjam novos valores capazes de constituir uma oposição credível ao novo governo socialista que será, por vontade dos açorianos, certamente eleito!


 

Mais Artigos

Francisco Coelho Precários



Hernâni Bettencourt Até sempre, Senhora Deputada Zuraida Soares!



Lara Martinho VIAGEM DE ESTADO À ÍNDIA



José Miguel Toste Um congresso side-by-side



João Vasco Costa Congresso(s)



Sónia Nicolau Decisões e vitórias



José Contente In memoriam



Sónia Nicolau O tempo...



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados