Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Vasco Cordeiro prossegue ronda de contactos em todas as ilhas da Região


“O tempo é de arregaçar as mangas e, mais uma vez, por de pé a Região”, afirma Vasco Cordeiro


Povo dos Açores é o inequívoco vencedor do combate à pandemia, salienta o Presidente do Governo


Declaração do Governo dos Açores sobre as medidas de desconfinamento a implementar no mês de junho na Região Autónoma dos Açores


Artigos de Opinião

Francisco César Francisco César
"44 anos a cuidar de nós"
2020-06-02
Vasco Cordeiro Vasco Cordeiro
"Dia da Região | Mensagem do Presidente do Governo dos Açores"
2020-06-02
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Retomar"
2020-05-30
Lara Martinho Lara Martinho
"A Bazuca chegou"
2020-05-30
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Desconfinando"
2020-05-30
Mónica Rocha Mónica Rocha
"Prioridades da Agricultura Açoriana em tempos de pandemia"
2020-05-30
José San-Bento José San-Bento
"Balanço Intercalar"
2020-05-26
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
João Aguiar

Opinião

"Vencer é possível"

João Aguiar
2011-01-12

 

No passado domingo, deu-se início à campanha eleitoral para a Presidência da República que culminará com o acto eleitoral que terá lugar no próximo dia 23 de Janeiro.
Tal como o havia sido no lançamento da candidatura à Presidência, Manuel Alegre quis que os Açores fossem o palco para o início de uma caminhada para Belém.
Deste modo, largas centenas de açorianos - que ultrapassaram largamente um milhar - reuniram-se com o candidato num jantar no concelho da Ribeira Grande, o qual constituiu uma inequívoca manifestação de apoio ao candidato que melhores condições reúne para ser o Presidente de todos os portugueses e que ao longo dos anos tem sabido defender a liberdade, a democracia e a autonomia.
Como Alegre afirmou no excelente discurso proferido perante uma vastíssima audiência que o aplaudiu calorosa e repetidamente, em relação aos Açores é notória e evidente a postura dos dois candidatos melhor posicionados na corrida a Belém. Enquanto Manuel Alegre honrou e publicamente demonstrou respeito e carinho para com a Autonomia e os Açores elegendo a nossa terra para apresentação da candidatura e arranque da campanha eleitoral, Cavaco a partir da Argentina – contrariando a regra por ele instituída de que não falava de assuntos internos, enquanto estivesse no estrangeiro – desferiu um ataque a uma decisão constitucional assumida por Carlos César no exercício dos poderes conferidos pela Autonomia.
Na realidade, existem enormes diferenças entre ambas as candidaturas. Em relação a Cavaco verifica-se que se trata de uma propositura assente em dois partidos políticos do centro-direita - o PSD e o CDS/PP – que pretendem alcançar o poder através do apoio concedido ao candidato de Boliqueime. Ambos ambicionam a anseiam a criação de uma crise política que leve ao derrube do Governo, à dissolução da Assembleia da República e, consequentemente a realização de eleições antecipadas.
No caso de Manuel Alegre, o apoio provem, na realidade, da sociedade civil e de um leque diversificado e abrangente de forças políticas que englobam o Partido Socialista, o Bloco de Esquerda, o Partido Democrático do Atlântico e até militantes destacados do CDS/PP.
Por isso, não foi de estranhar que no passado domingo centenas e centenas de açorianos quisessem se associar ao primeiro dia de campanha eleitoral de Manuel Alegre, obrigando a organização, atempadamente, a aumentar a capacidade das instalações a fim de dar resposta às inúmeras solicitações dos que pretenderam, publicamente, dar apoio ao candidato que melhor representa a vontade dos açorianos e melhor defende os valores da Autonomia e da Constituição da República.
Face ao entusiasmo crescente ao redor de Manuel Alegre, fruto do conhecimento do pensamento e das linhas programáticas do candidato e ainda pelas inevitáveis comparações com Cavaco Silva, cada dia que passa aumenta a certeza de que os portugueses em geral e os açorianos em particular saberão, na hora de decidir, a quem entregarão o seu voto.
Nós, açorianos certamente não teremos qualquer dúvida! Trata-se escolher entre quem nos defende e quem nos ataca; quem defende a autonomia e quem ache que devemos vassalagem ao Terreiro do Paço.
Por isso, apelamos a todos os açorianos que, independentemente de filiações partidárias ou de ideologias, reflictam seriamente e depositem conscientemente o seu precioso voto nas mãos do candidato que mais garantias dá aos Açores e à nossa Autonomia.
Como o seu voto, com o nosso voto, com o voto de todos os autonomistas e democratas portugueses, madeirenses e açorianos iremos eleger Manuel Alegre e garantir a defesa dos direitos da Constituição e da Autonomia!
Com Manuel Alegre, vencer é possível!


 

Mais Artigos

Francisco César 44 anos a cuidar de nós



Vasco Cordeiro Dia da Região | Mensagem do Presidente do Governo dos Açores



Francisco Coelho Retomar



Lara Martinho A Bazuca chegou



Hernâni Bettencourt Desconfinando



Mónica Rocha Prioridades da Agricultura Açoriana em tempos de pandemia



José San-Bento Balanço Intercalar



José Contente Confiar



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados