Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Governo dos Açores prepara alterações ao Regime Jurídico da Proteção Civil


Reconstrução do Lorenzo em plena “velocidade de cruzeiro” por toda a Região, afirma Vasco Cordeiro


Obra de 1,2 milhões de euros garante melhores condições de segurança e de trabalho no porto de pescas da Madalena, afirma Vasco Cordeiro


Serviço Regional de Saúde com reforço de 95 milhões de euros, anuncia Vasco Cordeiro


Artigos de Opinião

José San-Bento José San-Bento
"Presidente de Menos"
2020-07-06
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Confiar"
2020-07-04
Lara Martinho Lara Martinho
"Orçamento do Estado Suplementar"
2020-07-04
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Azores Parque: um inquérito que se impunha! "
2020-07-04
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Nossa rica Ponta Delgada"
2020-07-04
José Contente José Contente
"O binómio saúde-economia terá de constituir a nossa nova moeda única europeia"
2020-07-03
Vítor Fraga Vítor Fraga
"Em defesa de Ponta Delgada"
2020-07-03
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Cláudia Cardoso

Opinião

"A torneira fechada"

Cláudia Cardoso
2010-10-15

 

Subitamente feito alvo de todas as flechas Sócrates é o bobo desta revoltada corte. O saco em que todos bordoam. Tido por muitos como grande reformista José é visto hoje pelos portugueses como o único responsável pela situação em que está o país. Entalado pelo défice, no grupo dos PIIGS, colega de países como a Irlanda (lembram-se?), a Grécia ou a Espanha. Olhados com desconfiança, corporizamos os que, de mão estendida, pedem à senhora Merkel mais uma hipótese. Como o aluno cábula pendurado na derradeira esperança. A torneira da UE a pingar lentamente, ao ritmo da tolerância internacional. Os mercados, as agências de rating, os especuladores ignorantes duma grandeza passada responsável por “dar novos mundos ao mundo”, farejam o colapso. O país reagiu aos sinais. O Inverno aproxima-se pois de negro. As medidas de austeridade condimentam o jantar e a esperança. Resta saber como chegámos aqui. E ter a lucidez de saber que o caminho não começou ontem. Que o culpado não é apenas o José da ocasião. São as escolhas de antes. Do atavismo do Estado Novo, das insanidades do PREC, da gestão descontrolada das contas públicas que começa com os governos de Cavaco Silva. Os tempos eram outros, e havia a ilusão de que a torneira não pararia de jorrar. São o termos vivido sempre acima das nossas possibilidades. O termos ignorado sucessivos alertas internacionais. O termos minimizado os efeitos desta recessão. O erro maior deste governo foi ter acreditado que poderia manter a aposta no crescimento da economia como estratégia para resolver a difícil questão do equilíbrio financeiro. O problema foi ter adiado sucessivamente o inevitável e tê-lo feito reactivamente. A UE ameaça voltar-nos as costas. Endurece o olhar sobre os nossos actos. Espia-nos e ajuíza. E deste juízo dista a beira do precipício. Estamos quase sozinhos, mas não estamos sós e muito menos derrotados.

 

Mais Artigos

José San-Bento Presidente de Menos



Francisco Coelho Confiar



Lara Martinho Orçamento do Estado Suplementar



Hernâni Bettencourt Azores Parque: um inquérito que se impunha!



Sónia Nicolau Nossa rica Ponta Delgada



José Contente O binómio saúde-economia terá de constituir a nossa nova moeda única europeia



Vítor Fraga Em defesa de Ponta Delgada



José Ávila A nova normalidade



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados