Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Novo pacote de medidas de apoio ao Turismo apresentado nos próximos dias, anuncia Vasco Cordeiro


Agenda para o Relançamento Social e Económico propõe 250 medidas para “tornar os Açores melhor preparados para o futuro”, afirma Vasco Cordeiro


Presidente do Governo recebeu Ministro do Mar


Centro Interpretativo da Agricultura dá a conhecer setor que afirma a Região no exterior, afirma Vasco Cordeiro


Artigos de Opinião

Mariana Matos Mariana Matos
"Negacionistas"
2020-08-09
Vílson Ponte Gomes Vílson Ponte Gomes
"Uma Nova Agenda"
2020-08-09
José Contente José Contente
"E se?"
2020-08-07
João Castro João Castro
"Lei do Mar"
2020-08-06
José Contente José Contente
"Proximidade"
2020-08-05
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Férias... Pandemia"
2020-08-05
José San-Bento José San-Bento
"Vitória Histórica"
2020-08-03
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
João Paulo Ávila

Opinião

"O Eu e o Nós"

João Paulo Ávila
2020-05-22

 

Estes últimos acontecimentos quase que fazem lembrar aquelas anedotas clássicas de humor português, não fossem eles tão graves.

Vejamos: um cidadão açoriano em quarentena obrigatória num hotel de quatro estrelas, um advogado isento sem quaisquer interesses políticos e um pedido de habeas corpus entram num tribunal. Lá dentro descrevem que as condições a que o cidadão estava submetido não eram dignas e que fazer exercício era uma atividade de que estava privado, que lavar a sua roupa era tarefa que este até tinha que fazer e se calhar que receber mais de três refeições por dia era um incómodo a que este estava submetido, sem necessidade nenhuma. Entretanto do fundo da sala ouvia-se alguém, que não se percebe bem quem era, a exclamar: “isto é uma prisão!”. E lá continuavam a descrever argumentos de desumanidade. No fim, em menos de uma hora, lá conseguiram que o tribunal decidisse que o cidadão queixoso abandonasse imediatamente estas parcas condições e seguisse o seu caminho. E lá foram eles, felizes porque alcançaram a liberdade desejada.

Bem… no fim, eles foram os únicos a rir desta história sem piada nenhuma.

Caros ouvintes, se é verdade que a liberdade individual de cada um não pode ser posta em causa, também é verdade que essa liberdade só deve ir até ao limite da liberdade dos outros. Nunca, em tempo algum, a liberdade de um só poderá pôr em causa a saúde de toda uma comunidade. Nunca a liberdade de um só cidadão pode ser mais importante que o esforço de toda uma população que desde a primeira hora, sem reticências, se empenhou para que tudo corresse bem.

Na minha crónica do passado dia 24 de abril, quando me referia a todos aqueles que estão na linha da frente deste combate e valorizei todo o seu esforço, dei grande relevância ao verdadeiro significado e à real importância de vivermos em sociedade e de todos precisarmos uns dos outros. Fi-lo porque considero e acredito que só assim se conseguem atingir os melhores resultados para todos.

O “eu” nunca deverá ser mais importante que o “nós”. Seja qual for o nosso papel, precisamos que todos façam a sua parte, colocando sempre, acima de tudo, o “nós” como personagens principais da nossa vida coletiva.

E o “nós”, caros ouvintes, não é relativo, o “nós” deve ser sempre superlativo em relação ao “eu”.

Em jeito de conclusão: seja em que instância for, o bem comum deve ser sempre o mote das nossas ações. O bem de todos é o objetivo, primeiro e último, de todas as decisões.

 

Mais Artigos

Mariana Matos Negacionistas



Vílson Ponte Gomes Uma Nova Agenda



José Contente E se?



João Castro Lei do Mar



José Contente Proximidade



Sónia Nicolau Férias... Pandemia



José San-Bento Vitória Histórica



Hernâni Bettencourt Mar dos Açores



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados