Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Vasco Cordeiro prossegue ronda de contactos em todas as ilhas da Região


“O tempo é de arregaçar as mangas e, mais uma vez, por de pé a Região”, afirma Vasco Cordeiro


Povo dos Açores é o inequívoco vencedor do combate à pandemia, salienta o Presidente do Governo


Declaração do Governo dos Açores sobre as medidas de desconfinamento a implementar no mês de junho na Região Autónoma dos Açores


Artigos de Opinião

Francisco César Francisco César
"44 anos a cuidar de nós"
2020-06-02
Vasco Cordeiro Vasco Cordeiro
"Dia da Região | Mensagem do Presidente do Governo dos Açores"
2020-06-02
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Retomar"
2020-05-30
Lara Martinho Lara Martinho
"A Bazuca chegou"
2020-05-30
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Desconfinando"
2020-05-30
Mónica Rocha Mónica Rocha
"Prioridades da Agricultura Açoriana em tempos de pandemia"
2020-05-30
José San-Bento José San-Bento
"Balanço Intercalar"
2020-05-26
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Dionísio Faria e Maia

Opinião

"Não apetece!"

Dionísio Faria e Maia
2020-04-01

 

Sinal estranho. Num tempo de maior disponibilidade pela reclusão recomendada e acatada, agora em que o tempo parece ser demasiado, não apetece escrever sobre esta pandemia.
Fenómeno estranho, não por abulia, mas por um sentimento de impotência perante tantas mortes desnecessárias, tanta tragédia humana, tanta incerteza sobre o futuro das pessoas e dos seus sonhos.
Hoje os humanos observam de modo tão súbito e direto o avançar desta ameaça real, num tempo em que à ciência se confia quase tudo, no pressuposto de ser usada para proteger e tratar.
Estamos num estado de incredibilidade embora a frieza dos números nos traga ao imperativo da ação. Ficar em casa. Proteção real. Dolorosa para muitos, mas real e a mais eficaz nesta luta.
Regresso aos livros, que a minha memória das epidemias da infância fica-se pela vivência dos enterros de crianças vítimas de sarampo e de varíola, com caixões minúsculos revestidos de branco cetim, ladeados por fitinhas também elas brancas, em cortejo lento de mais um anjo que partia para o céu, enquanto eu e meu irmão atrás das janelas cobertas por panos vermelhos, em reclusão forçada, não percebíamos que estava a acontecer uma mortandade tão elevada que a que a ciência ajudou a resolver.
E releio Nuno Lobo Antunes, no seu admirável livro “Sinto Muito”, onde num dos seus capítulos nos relata os tempos da epidemia do sarampo e suas complicações. Doença predominantemente da infância. “ A morte estava a dar a volta…” relato indiscritível do tempo e do modo como se confinavam em internamento crianças, tão vulneráveis como os anciãos de agora em isolamento, morrendo sozinhas como se morre agora nesta pandemia, enterradas sozinhas, perante a impotência de quem tudo faz para que tal não aconteça.
Apetece-nos tal como aos pais e mães de outrora raspar a tinta das janelas do Hospital Pediátrico e espreitar para eles, lançando-lhes um olhar de esperança e de apelo à resistência pela vida, este bem maior que devemos defender a todo o custo.
E revolto-me, questionando como é possível que, perante tanta informação, tanto direto, tanta desgraça alheia, não consigamos fazer a nossa parte de cidadãos responsáveis lutando ao lado de todos os que a todo o custo nos querem proteger.
Não basta aplaudir as medidas do Governo Regional, que, diga-se tem, sobre si uma enorme responsabilidade em providenciar auxílio social e cuidados médicos a quem precisa. Não basta fazermos louvores aos profissionais de saúde, heróis sempre presentes na defesa da vida, sem aplicarmos responsavelmente todas as recomendações e até imposições das autoridades de saúde.
O tempo é de luta contra um inimigo invisível, mas conhecido. Que nunca se perca uma vida por incúria nossa. Ontem eram as crianças as mais vulneráveis, hoje somos todos, principalmente os nossos anciãos, reserva imaterial da nossa identidade.
Fiquem em casa, mesmo que não apeteça.

 

Mais Artigos

Francisco César 44 anos a cuidar de nós



Vasco Cordeiro Dia da Região | Mensagem do Presidente do Governo dos Açores



Francisco Coelho Retomar



Lara Martinho A Bazuca chegou



Hernâni Bettencourt Desconfinando



Mónica Rocha Prioridades da Agricultura Açoriana em tempos de pandemia



José San-Bento Balanço Intercalar



José Contente Confiar



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados