Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Conferência de Imprensa do Presidente do Governo Regional dos Açores


Mensagem do Presidente do Governo Regional dos Açores


PS/Açores congratula-se com a realização de Plenário da ALRAA por Videoconferência


Governo dos Açores organiza bolsa de alojamento para proteger as famílias dos profissionais de saúde e proteção civil


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Corsário"
2020-04-04
Lara Martinho Lara Martinho
"ESTADO DE EMERGÊNCIA REFORÇADO"
2020-04-04
José Ávila José Ávila
"A vida em tempos de crise"
2020-04-04
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Mal-entendido?! Em 2011 já era tarde…"
2020-04-03
José Contente José Contente
"Repugnante"
2020-04-01
Dionísio Faria e Maia Dionísio Faria e Maia
"Não apetece!"
2020-04-01
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Respostas."
2020-04-01
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
João Paulo Ávila

Opinião

"Calamidades e Infortúnios"

João Paulo Ávila
2020-01-20

 

Os Açores ao longo dos tempos têm sido assolados por calamidades naturais que devido às suas dimensões têm alterado a forma como olhamos a vida.
As suas consequências têm sido de tal forma cruéis que, para além da destruição de infraestruturas tão importantes para o nosso dia-a-dia, em alguns casos ceifaram vidas que por mais que o tempo passe parecerá sempre ter sido ontem.
Não é possível falarmos da nossa história enquanto povo, sem mencionarmos todas as vezes em que houve açorianos que tiveram de ir buscar forças onde nunca pensaram ter, sem nos referirmos às imensas localidades que tivemos de reerguer.
Sendo natural do Concelho da Povoação poderia aqui expor as minhas vivências em algumas destas situações, mas não o farei já que outros naturalmente vivenciaram-nas de forma diferente e até em alguns casos de forma mais direta.
Antes, acho mais pertinente valorizar a evolução positiva da forma como nós açorianos encaramos estas situações e como as entidades de proteção civil, de segurança e políticas abordam o antes, o durante e o depois destes infortúnios. Aliás, toda a capacidades que se foi ganhando de dar uma melhor e mais atempada resposta a todas as necessidades que advenham destas situações.
É muito simples: é possível ver essa evolução se compararmos as abordagens dessas entidades no sismo de 80 ou nas cheias da Povoação em 86 com, por exemplo, a abordagem adotada pelas mesmas entidades nas derrocadas na Ribeira Quente, em 97, ou mais recentemente na destruição que o furacão Lorenzo provocou.
Se em nenhuma das situações que mencionei a previsibilidade das consequências era possível outras situações não eram de todo previsíveis. Mas há uma coisa que era e sempre será expetável: é que as entidades públicas tudo façam para que a normalidade da vida das populações afetadas seja restabelecida o mais rápido possível.
Bem sei (mesmo), que o mais rápido possível será sempre longo demais para quem sofre diretamente nas suas vidas pessoais e profissionais as consequências desses infortúnios, mas também sei, e isso não pode ser negado, que a capacidade de resposta instalada hoje nos Açores é muito mais eficaz do que era. E mais, a forma como os responsáveis públicos abordam essas situações sofre até uma evolução muito mais humana, o que é de salutar.
Se no sismo de 80 a passagem do então Presidente da República foi rápida, em 97 na Ribeira Quente os então responsáveis políticos locais e regionais passaram lá os dias e as noites seguintes.
Se nas cheias da Povoação em 86 foi preciso esperar um mês para que o então Presidente do Governo se deslocasse à Povoação, nestes últimos infortúnios nas Flores a presença do atual Presidente do Governo foi permanente antes, durante e depois. Aliás, como outros membros do Governo em todas as ilhas.
Por tudo isso, por toda a diferença de abordagem dos responsáveis, quero aproveitar esta crónica para prestar a minha homenagem a todas as entidades públicas e a todos os responsáveis políticos que diariamente tudo fazem para que a normalidade da população e dos empresários das Flores e do Corvo seja reposta tanto mais rápido quanto for humanamente possível.

 

Mais Artigos

Francisco Coelho Corsário



Lara Martinho ESTADO DE EMERGÊNCIA REFORÇADO



José Ávila A vida em tempos de crise



Hernâni Bettencourt Mal-entendido?! Em 2011 já era tarde…



José Contente Repugnante



Dionísio Faria e Maia Não apetece!



Sónia Nicolau Respostas.



José San-Bento Decisão Acertada



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados