Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Vasco Cordeiro anuncia projeto para fazer da Graciosa “ilha modelo” da mobilidade elétrica


Vasco Cordeiro enaltece esforço de 12.500 Açorianos que apostaram no reforço das suas qualificações


Resultados concretos comprovam “profunda mudança estrutural” registada no setor vitivinícola, destaca Vasco Cordeiro


Novo terminal de passageiros consta do Plano de Reordenamento do Porto da Praia da Graciosa – Vasco Cordeiro


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Ódio antigo"
2020-02-22
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Uma saída à Bolieiro…"
2020-02-22
João Vasco Costa João Vasco Costa
"O exemplo?"
2020-02-21
Emanuel Furtado Emanuel Furtado
"O combate à pobreza e à exclusão social"
2020-02-20
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"(EU)tanásia"
2020-02-19
Mónica Rocha Mónica Rocha
"Filarmónicas açorianas honram o passado e melhoram o futuro"
2020-02-18
João Paulo Ávila João Paulo Ávila
"Filarmónicas dos Açores"
2020-02-14
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Francisco Coelho

Opinião

"Nobres ritos"

Francisco Coelho
2019-12-01

 

Esta semana realizou-se um dos mais nobres e típicos rituais parlamentares: o debate do Plano e Orçamento. Não há democracia que dispense o Parlamento, livre, democrático e plural; e não há Parlamento que prescinda dos seus rituais, que podem não ser tão excitantes como os “alertas CM”, mas o debate a sério ainda exige um tempo mais longo.
No Parlamento, no nosso que é o de uma Democracia recente mas consolidada, qualquer representação parlamentar tem direitos e fala sempre; O Regimento prevê direitos potestativos para as oposições; Para ser grupo parlamentar chega a pluralidade mínima de dois; Há mecanismos para obrigar o Governo, em prazo curto e certo, a responder aos requerimentos; No nosso parlamento, felizmente, a oposição só reclama mais direitos porque está cá para o fazer, porque alguns, que não todos, fizeram para que assim fosse.
O Partido Socialista é, consabidamente, por gosto e convicção, uma maioria democrática e dialogante, que preza o debate democrático e não dispensa a negociação e o consenso que a salutar pluralidade parlamentar exige; por isso mesmo, sempre aprovámos iniciativas parlamentares de todos os Partidos da oposição.
Infelizmente o PSD tem tido tão pouco tempo para pensar nos Açores e olhar para os açorianos, que muitas das suas reivindicações são a exigência de mais um degrau, o ganir em tom mais elevado uma nota, mas sempre duma música, dum modelo e dum paradigma que é aquele que o PS construiu para os Açores!
Ao nível reivindicativo, o PSD só pede mais daquilo que o PS já propôs e já fez, e certamente continuará a fazer em benefício dos Açorianos.

 

Mais Artigos

Francisco Coelho Ódio antigo



Hernâni Bettencourt Uma saída à Bolieiro…



João Vasco Costa O exemplo?



Emanuel Furtado O combate à pobreza e à exclusão social



Sónia Nicolau (EU)tanásia



Mónica Rocha Filarmónicas açorianas honram o passado e melhoram o futuro



João Paulo Ávila Filarmónicas dos Açores



Francisco Coelho Precários



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados