Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Investimento privado na Região demonstra confiança dos empresários na economia, afirma Vasco Cordeiro


Segunda fase do NONAGON avança no primeiro semestre de 2020, anuncia Vasco Cordeiro


Reunião “produtiva” com António Costa no âmbito do relacionamento estável com o Governo da República, afirma Vasco Cordeiro


“Açores Primeiro é um exercício de liberdade, cidadania, responsabilidade e de Autonomia”, afirmou Vasco Cordeiro


Artigos de Opinião

José Contente José Contente
"Plano de 2020"
2019-11-13
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"200 mil votos cabem em 270 segundos?"
2019-11-16
Lara Martinho Lara Martinho
"NOVO AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO"
2019-11-16
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Direito e ocasião"
2019-11-17
Tiago Branco Tiago Branco
"Porto da Horta: Que futuro?"
2019-11-15
Francisco Coelho Francisco Coelho
"A pedido..."
2019-11-09
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Terceira Tech Island: a nossa “Web Summit” em permanência!"
2019-11-09
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Sónia Nicolau

Opinião

"Combate destemido às desigualdades"

Sónia Nicolau
2019-10-25

 

Sim, vivemos numa região desigual. Desde logo pelo seu território, pela diferença em cada ilha, nas suas gentes e na forma como estas respondem aos desafios do desenvolvimento humano e na presença da economia privada.

O caminho percorrido em mais de 43 anos de território autónomo é de salientar, mas, sem a menor dúvida, para aqueles que conhecem os Açores, foi a partir de outubro de 1996 que a nossa região se transformou face a um novo modelo social, de inovação e económico, em que a educação, o emprego, o acesso à saúde e os apoios sociais são peças fundamentais do elevador social.

Combate-se a desigualdade social sempre que uma criança precocemente acede a um espaço de infância, sempre que se cumpre a escolarização até aos 18 anos de idade, sempre que a população empregada aumenta, sempre que a taxa de gravidez precoce diminui, sempre que mais jovens têm acesso ao ensino superior e, mesmo perante o número de beneficiários de Rendimento Social de Inserção(RSI), esta é uma forma de combater as desigualdades sociais, com respostas presentes em todo o território. Finalmente, sempre que a empregabilidade feminina aumenta e sempre que se garante médico de família, combate-se a desigualdade social. Neste parco conjunto de indicadores, como em muitos outros, tem sido feito um percurso positivo, mas há ainda um muito caminho a percorrer.
Vive-se num modelo social onde todos contam e onde as políticas públicas vão para além da decência moral (emergência da pobreza e da doença ou dos mais vulneráveis da sociedade) e num modelo económico em que o Estado intervém quando o desenvolvimento harmónico das nove ilhas pode estar em causa, não deixando as soluções à mercê dos ventos únicos do mercado liberal, até porque paradoxalmente esse mesmo mercado "exige" a presença pública quer em apoios ou investimentos. Perante 9 exigentes realidades, em 2018, e pelo quarto ano consecutivo, registou-se o crescimento da riqueza produzida nos Açores acima dos 2%, sendo o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,04% em valor, atingindo os 4.295 milhões de euros.

Face aos desafios constantes de 9 realidades, Vasco Cordeiro tem tido a capacidade de acudir conjunturalmente às necessidades económicas e sociais, e estruturalmente com a invenção de lógicas institucionais, como a Estratégia de Combate à Pobreza e Exclusão Social dos Açores (ECBESA) ou o PROSucesso - dois programas pioneiros a nível nacional, sendo que a ECBESA está na linha do modelo de intervenção preconizado pelos laureados com o prémio Nobel da Economia 2019 - e os diversos programas de Incentivo ao Emprego, o que contribui para a atual taxa de desemprego de 8,2%, e na Aprendizagem ao longo da Vida, com mais de 10179 certificações no programa da Rede Valorizar desde 2009, perante um país (imagine-se uma região insular) em que, nos anos 70 do século XX, um em cada quatro portugueses não sabia ler (25%) e com um atraso estrutural de mais de um século em relação a alguns países da Europa.

Tenho muitas dúvidas na vida, e sempre com postura crítica, mas a que não tenho é a de que desde 1996 os Governos Socialistas têm mudado para melhor o quadro social, de inovação e económico da Região e, pela capacidade de o terem feito, são os que melhor asseguram a confiança e determinação de fazerem ainda muito mais, sempre firmado por dois princípios ideológicos do socialismo democrático e progressista: o da proteção social e o da capacitação social, inovação e económica para um fervoroso combate às desigualdades sociais numa Região territorial e culturalmente desigual.

 

Mais Artigos

José Contente Plano de 2020



Hernâni Bettencourt 200 mil votos cabem em 270 segundos?



Lara Martinho NOVO AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO



Francisco Coelho Direito e ocasião



Tiago Branco Porto da Horta: Que futuro?



Francisco Coelho A pedido...



Hernâni Bettencourt Terceira Tech Island: a nossa “Web Summit” em permanência!



Lara Martinho WEB SUMMIT



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados