Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Vasco Cordeiro apresenta balanço dos prejuízos do furacão Lorenzo e anuncia medidas de apoio já aprovadas


Vasco Cordeiro preside à Assembleia-Geral da CRPM com fundos comunitários e coesão na agenda


PS garante que os Açorianos passam a ter liberdade para escolher entre usar gás ou outras fontes de energia


Adesão dos Açorianos faz do Orçamento Participativo uma “história de sucesso”, afirma Vasco Cordeiro


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Rescaldo"
2019-10-12
José Miguel Toste José Miguel Toste
"Dire(i)to à política: Auspícios, factos e alguma animação"
2019-10-12
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Os eleitores gostam mesmo da “geringonça”?"
2019-10-11
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"A abstenção espelha uma crise de participação cívica"
2019-10-10
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Missão geral: reerguer, recuperar e reconstruir!"
2019-10-07
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Beijos…"
2019-10-05
Tiago Branco Tiago Branco
"Que diferença!"
2019-10-04
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Tiago Branco

Opinião

"Que diferença!"

Tiago Branco
2019-10-04

 

Encontramo-nos na reta final da campanha para as eleições legislativas nacionais do próximo domingo. Uma campanha eleitoral onde as diversas forças políticas concorrentes ao ato eleitoral se têm ocupado, e bem, a apresentar junto do eleitorado as suas propostas e os seus projetos para os Açores e para o país. É a democracia a funcionar e ainda bem que assim é. Ainda assim, há partidos que, em algumas matérias, em vez de apresentarem propostas concretas para vencerem os desafios que se colocam, vão-se ocupando em atacar os outros como forma de esconderem as suas próprias fragilidades.
Vejamos o caso do Aeroporto da Horta. O PSD/Faial, na ânsia de angariar votos e provocar distrações face aos problemas internos com que se vê confrontado, ao invés de se juntar ao Partido Socialista e ao Faial no encontro de soluções para concretizar esta antiga aspiração da ilha, continua a optar pela trica político-partidária do bota-abaixo, que em nada contribui para resolver o quer que seja, omitindo deliberadamente um novo paradigma sobre esta questão.
Lembremo-nos que há 4 anos, o PSD/Faial, aceitou quando o seu partido governava na República e disse que o Aeroporto da Horta não era para fazer, não era prioritário. Nessa altura, o PSD/Faial virou-se para o Governo Regional a exigir que fizesse obra numa propriedade da República, gerida por uma empresa privada. Para o PSD/Faial teria de ser o Governo dos Açores, o mesmo que não foi ouvido sobre a privatização da ANA, a fazer uma obra que a República não queria que se fizesse.
Hoje, o Governo da República do Partido Socialista reassume o compromisso e inclui a intervenção no Orçamento de Estado e no Plano Nacional de Investimentos, no âmbito do Portugal 2030.
Esta é a diferença, a grande diferença!
A este PSD/Faial, que dispara em todas as direções, mas que não dá garantida de nada, é preciso questionar: com quem contam na República para fazer o Aeroporto da Horta? Com Rui Rio, o líder nacional, com quem ainda há três meses se recusaram a fazer campanha? Que acusaram de desconsiderar os Açores, quando Rio destratou o histórico social-democrata Mota Amaral, excluindo-o de um lugar elegível para o Parlamento Europeu? Contam com Rui Rio que disse que os nossos votos não contavam, que não eram fortuna nenhuma? E pedem agora aos Açorianos que votem nele?
Ou conta o PSD/Faial com o seu líder regional – o mesmo que acusaram de não ter condições para ser Presidente do PSD/Açores? O mesmo que exigiram que se demita?
Que coerência existe no PSD/Faial que pede o voto numa pessoa que querem demitir?
O PSD tem insistido neste trajeto do negativismo e da descrença mas o que se exige a um partido com a sua responsabilidade e com a sua história é que faça parte da solução, que construa, que não meta areia na engrenagem e que não veja em eventuais insucessos do Faial, o seu sucesso político.
O Partido Socialista afirma-se como um partido de soluções, com um objetivo bem definido de valorização dos Açores e de Portugal, consciente de que muito foi feito, mas também de que há ainda muito a fazer, e que não coloca em causa as legitimas aspirações de desenvolvimento da Região Autónoma dos Açores em funções do número de votos que representa. Esta é a diferença e é esta a resposta que todos devem dar no próximo domingo.




 

Mais Artigos

Francisco Coelho Rescaldo



José Miguel Toste Dire(i)to à política: Auspícios, factos e alguma animação



Hernâni Bettencourt Os eleitores gostam mesmo da “geringonça”?



Sónia Nicolau A abstenção espelha uma crise de participação cívica



Hernâni Bettencourt Missão geral: reerguer, recuperar e reconstruir!



Francisco Coelho Beijos…



Tiago Branco Que diferença!



Sónia Nicolau Um dia destes queremos votar e dizem-nos que não



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados