Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Reconstrução do Lorenzo em plena “velocidade de cruzeiro” por toda a Região, afirma Vasco Cordeiro


Obra de 1,2 milhões de euros garante melhores condições de segurança e de trabalho no porto de pescas da Madalena, afirma Vasco Cordeiro


Comissão deve estar preparada para ter Quadro Financeiro Plurianual operacional no início de 2021, defende Vasco Cordeiro


Serviço Regional de Saúde com reforço de 95 milhões de euros, anuncia Vasco Cordeiro


Artigos de Opinião

Vítor Fraga Vítor Fraga
"Em defesa de Ponta Delgada"
2020-07-03
José Ávila José Ávila
"A nova normalidade"
2020-07-01
José Contente José Contente
"Decisões"
2020-07-01
José San-Bento José San-Bento
"PANdemónio"
2020-06-29
Mariana Matos Mariana Matos
"Viver os Açores!"
2020-06-28
Vílson Ponte Gomes Vílson Ponte Gomes
"Pela terceira vez"
2020-06-28
Mónica Rocha Mónica Rocha
"A imprescindível defesa e valorização da Agricultura Familiar"
2020-06-28
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Hernâni Bettencourt

Opinião

"226 minutos a debater o passado com outubro em mira"

Hernâni Bettencourt
2019-07-15

 

Na passada quarta-feira decorreu na Assembleia da República o último debate do Estado da Nação desta legislatura. Foram quase 4 horas. O tempo, exato, de que dispunham o Governo e os partidos para discutirem a situação do País era de 226 minutos. A grande maioria desse tempo foi passado à volta dos méritos e deméritos da chamada geringonça. A geringonça, revivemos a nossa memória, começou a ver a luz do dia na noite eleitoral de 4 de outubro de 2015. O objetivo, com recurso à pura aritmética parlamentar até então por estrear, era simples: impedir a continuidade de Passos e Portas nos comandos do País. Passadas horas e dias em reuniões nas diversas sedes partidárias, com avanços e recuos, chegou-se a um entendimento. O caminho passaria, em primeiro lugar, por utilizar a maioria parlamentar para chumbar o programa de governo que a coligação vencedora levaria ao Parlamento. Dito e feito. A coligação caiu perante uma alternativa maioritária. A democracia, em modalidade de estreia, funcionou. O passo seguinte foi assinar, de forma atabalhoada, rápida e em separado, numa sala secundária do Parlamento, acordos de mera incidência parlamentar. O início, convenhamos, não augurava grande durabilidade. Acontece que, passados 4 anos, a geringonça chegou ao fim da legislatura. 4 orçamentos aprovados; 0 orçamentos retificativos; crescimento económico; défice mais baixo de sempre; desemprego a cair e, acima de tudo, muita esperança no futuro. A página dos cortes nas pensões, nos salários, nos subsídios e nos direitos dos trabalhadores foi virada. Demonstrou-se, com uma habilidade ímpar de António Costa, que havia outro caminho. Sem a presença de Diabos! Em Democracia tem que haver sempre alternativa. Esta máxima não se esgotou em 2015. Estamos a menos de 3 meses de eleições legislativas. Momento certo para os eleitores procederem à avaliação dos diferentes partidos que integraram a geringonça e, simultaneamente, avalizar as propostas constantes dos múltiplos programas eleitorais a sufrágio. Será a geringonça repetível? Haverá uma nova geringonça? Composta por quem? O PS conseguirá a almejada maioria absoluta? E o PSD, ficará pelos resultados apontados nas sondagens e comprovados nas europeias ou subirá? Rui Rio sobreviverá à noite eleitoral? E o PP, conseguirá capitalizar uma eventual perda eleitoral do PSD? Muitas perguntas a que os eleitores darão resposta no dia 6 de outubro. Da nossa parte, assumido fã também de desportos motorizados, muito gostávamos que o condutor saído de outubro tivesse o controlo do volante, acelerador, travões e caixa de velocidades. O ritmo de andamento imposto na legislatura que está prestes a findar justifica, em nosso entender, um carro mais solto na próxima temporada.

 

Mais Artigos

Vítor Fraga Em defesa de Ponta Delgada



José Ávila A nova normalidade



José Contente Decisões



José San-Bento PANdemónio



Mariana Matos Viver os Açores!



Vílson Ponte Gomes Pela terceira vez



Mónica Rocha A imprescindível defesa e valorização da Agricultura Familiar



Francisco Coelho Concertação



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados