Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Vasco Cordeiro felicita Bombeiros Açorianos que conquistaram o pódio no Campeonato Nacional de Trauma e Desencarceramento


Vasco Cordeiro apela ao voto no Partido Socialista para garantir uma Voz Açoriana no Parlamento Europeu


Vasco Cordeiro anuncia novo Programa DOC-PROF para facilitar a jovens doutorados a entrada no mercado de trabalho


"Promoção do destino Faial deve assentar em estratégia concertada entre entidades públicas e empresários locais", defende PS/Faial


Artigos de Opinião

Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"“A voz dos Açores na Europa”"
2019-05-18
Lara Martinho Lara Martinho
"JUSTIÇA NOS AÇORES"
2019-05-18
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Abstenção"
2019-05-18
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Querem brincar às comissões de inquérito?"
2019-05-16
Luís Botelho Luís Botelho
"As Europeias, a Europa, a importância dos Açores para o PS"
2019-05-17
Fátima Ferreira Fátima Ferreira
"O 1 DE MAIO E A TRADIÇÃO DA TOURADA À CORDA"
2019-05-16
André Bradford André Bradford
"Representar todas as ilhas"
2019-05-16
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Marta Matos

Opinião

"Um Brinde aos Vinhos do Pico"

Marta Matos
2019-05-11

 

Guardo uma deliciosa memória de infância de quando toda a família se reunia na adega do meu avô Júlio para fazer a vindima. No final, depois de apanhadas as uvas, os mais novos eram chamados a entrar para o lagar e, em euforia, cumpríamos dedicadamente a tarefa de esmagá-las com os pés. Entre atropelos e risadas, assistíamos entusiasmados ao jorrar do sumo da uva por entre os cestos e provávamos, em êxtase, o primeiro “vinho doce” acabado de espremer como se de um verdadeiro néctar se tratasse.
À distância dos anos, quando recordo esses dias, pareço voltar a sentir os respingos do sumo da uva na pele, os cheiros e os sabores de então. E sinto saudades. Do tempo, das pessoas, das sensações.
Hoje, sinto curiosidade e necessidade de saber mais sobre os vinhos do Pico, não fosse esta uma atividade que marcou profundamente a nossa história e sem o conhecimento da qual não é possível a compreensão da verdadeira génese e alma das gentes picarotas.
Depois de algumas pesquisas, iniciei a minha viagem com uma visita à Comissão Vitivinícola Regional dos Açores, sediada no Pico. Fui gentilmente recebida pelo seu Presidente que, durante algumas horas, guiou os meus sentidos numa intensa descoberta sobre o nosso vinho, as suas estórias e mistérios.
Bebi cada uma das suas palavras assim como bebi o vinho que generosamente me ofereceu quando chegado o grande momento de aprender a fazer uma prova. O mais amadoramente possível, na perspetiva de quem pretende apenas tirar o maior prazer do vinho que está a provar no momento, segui à risca as instruções. Observei o vinho, agitei o copo num cuidadoso movimento circular, inspirei profundamente, provei fazendo o vinho rolar suavemente na boca, inspirei pela boca fazendo o ar atravessar o vinho (engasguei-me), expirei pelo nariz, saboreei…
Confesso que fui surpreendida pelas sensações. Provavelmente influenciada pela conversa que havia antecedido aquele momento, a verdade é que consegui perceber claramente as características de que tanto ouvira falar. A frescura, a acidez, a mineralidade da rocha vulcânica, a salinidade, o terroir do Pico…Recuei no tempo e imaginei o esforço dos homens e mulheres que de um imenso chão de pedras ergueram currais e do solo inculto fizeram brotar os mais raros vinhos que ganhariam fama além-fronteiras. Aprendi que uma garrafa de vinho, quando aberta, deve contar uma história. É essa a magia do mundo dos vinhos! E nós temos, orgulhosamente, uma história com 600 anos de cultivo e produção de vinhos numa paisagem elevada ao estatuto de Património Mundial da Humanidade pela Unesco. Uma história que continua a ser escrita.
Na verdade, vivemos um novo momento de grande importância para a vitivinicultura na Ilha do Pico. Só nos últimos quatro anos foram recuperados mais de 700 hectares de vinha, numa demonstração clara da dinâmica dos produtores locais, que utilizam os mecanismos de incentivos disponibilizados pelo Governo Regional dos Açores, verificando-se desde então um apoio global ao investimento que ultrapassa os 19 milhões de euros. A viticultura na ilha do Pico está nas mãos de pequenos proprietários e, através destes apoios, potencia-se a iniciativa empresarial, possibilita-se a criação de emprego, alavanca-se a economia local, projeta-se a ilha e os Açores no exterior com a produção de vinhos reconhecidos internacionalmente, não podendo ser ignorado o facto de que 90% dos vinhos certificados dos Açores são produzidos na Ilha do Pico.
O caminho a trilhar deverá manter, na opinião de uma leiga e sem qualquer tipo de pretensão, o foco nas castas tradicionais – Verdelho, Arinto e Terrantez do Pico –, a garantia dos apoios financeiros e técnicos aos viticultores e a aposta no dinamismo do setor assegurando a sua necessária competitividade. As restantes condições necessárias, a ilha oferece-as disponibilizando uma combinação de fatores singulares que permitem a produção de vinhos de excelência.
Consciente do muito que ainda há para aprender, continuarei a minha viagem de descoberta pela extraordinária história dos vinhos do Pico, acompanhando de perto as páginas que ainda estão por escrever. Enquanto isso, embriagada pelo entusiasmo, brindo ao Pico! A quem fomos, a quem somos e a quem queremos ser!
À nossa!

 

Mais Artigos

Hernâni Bettencourt “A voz dos Açores na Europa”



Lara Martinho JUSTIÇA NOS AÇORES



Francisco Coelho Abstenção



Sónia Nicolau Querem brincar às comissões de inquérito?



Luís Botelho As Europeias, a Europa, a importância dos Açores para o PS



Fátima Ferreira O 1 DE MAIO E A TRADIÇÃO DA TOURADA À CORDA



André Bradford Representar todas as ilhas



José Contente Tecno LOGIAS



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados