Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Presidente do Governo anuncia conclusão da certificação para a qualidade alimentar dos matadouros dos Açores


Vasco Cordeiro assinala Dia da Floresta com visita a atividades de sensibilização ambiental


Região deve aproveitar o potencial da Agência Espacial Portuguesa para a criação de emprego qualificado, afirma Vasco Cordeiro


Câmara da Ribeira Grande não devolve impostos à população do concelho


Artigos de Opinião

José Contente José Contente
"Paroquiais"
2019-03-20
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Primeiro a chico-espertice, depois a desconsideração"
2019-03-20
Mónica Rocha Mónica Rocha
"CERTIFICAÇÃO E FLUXOS TURÍSTICOS"
2019-03-20
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Um futebólogo no meio de politólogos"
2019-03-18
André Bradford André Bradford
"Dar Força aos Açores na Europa"
2019-03-18
Lara Martinho Lara Martinho
"ANGOLA, UMA TERRA DE OPORTUNIDADES"
2019-03-17
Fátima Ferreira Fátima Ferreira
"CARNAVAL DE EMOÇÕES"
2019-03-17
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Francisco Coelho

Opinião

"Civilidade"

Francisco Coelho
2019-02-23

 

As Democracias são feitas de regras, que resultam dum longo adquirido civilizacional.
Para além da conformação de todos os poderes públicos pelo Direito, garante da limitação, separação e interdependências dos poderes, e sustentáculo das liberdades e direitos fundamentais dos cidadãos - há (havia?) praxes, firmes e aceites, de adequada compatibilização da adversidade de ideias com a civilidade do debate.
O diálogo e relacionamento político e partidário implicam sempre rivalidade, frontalidade e contraditório no espaço institucional, social e mediático. Que devem ser assumidos e exercidos de forma acesa e firme.
Mas a convivência democrática implica respeito pessoal e honestidade intelectual, que se deve traduzir em linguagem digna da função, apesar e sobretudo na controvérsia e no confronto de ideias. Pois quem não suporta o calor do refogado não se deve aproximar da cozinha... e a chamada imunidade parlamentar tem como primacial escopo a garantia da total liberdade de expressão dos representantes do povo, só perversamente podendo servir para acobertar vulgaridade ou insulto cobardes, por se saberem de antemãoimpunes.
O vivo confronto democrático não se pode deixar contaminar pelo primarismo de alguns inesperados novos autores das redes sociais, que vomitam impropérios e palavrões, ornamentados por primários erros de ortografia
E nem sequer o bom jornalismo, ainda que confortado de opinião editorialística, se deve eximir da tentação de recorrer a provérbios de caserna, ou de parcialidades primárias e engajadas.
Porque os dislates, a superficialidade, a análise primária e distorcida da realidade, mesmo que zelotas ou cruamente avençadas - têm sempre perna curta. E assim talvez o "átomovel" arranque a motor...

 

Mais Artigos

José Contente Paroquiais



Sónia Nicolau Primeiro a chico-espertice, depois a desconsideração



Mónica Rocha CERTIFICAÇÃO E FLUXOS TURÍSTICOS



Hernâni Bettencourt Um futebólogo no meio de politólogos



André Bradford Dar Força aos Açores na Europa



Lara Martinho ANGOLA, UMA TERRA DE OPORTUNIDADES



Fátima Ferreira CARNAVAL DE EMOÇÕES



Francisco Coelho Ribeira/Rio



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados