Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Governo solicita audição em Comissão Parlamentar sobre operação de transporte marítimo


Presidente do Governo avança com proposta de criação do Conselho de Concertação com as Autonomias Regionais


Lara Martinho faz balanço positivo de trabalho desenvolvido em prol dos Açores


Lara Martinho alertou para a questão ambiental da Base da Lajes


Artigos de Opinião

Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"10 de Junho: cá e lá"
2019-06-15
Lara Martinho Lara Martinho
"VISITAS ÀS FLORES E SÃO JORGE"
2019-06-15
Francisco Coelho Francisco Coelho
"O inédito viável"
2019-06-15
José Contente José Contente
"Autono(mia)"
2019-06-12
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Oposição, precisa-se!"
2019-06-08
Lara Martinho Lara Martinho
"UMA 2ª OPORTUNIDADE PARA OS EMPRESÁRIOS"
2019-06-08
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Fado Tropical"
2019-06-08
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Sónia Nicolau

Opinião

"Anunciar mudanças e executá-las"

Sónia Nicolau
2018-06-07

 

O paradigma da produção de energia a partir de fontes renováveis nos Açores está a mudar. Estima-se que nos Açores passe dos 37%(ano de 2017) para 53%(ano de 2025), acrescendo à valorização energética de resíduos esta poderá atingir os 61%. É sempre bom relembrar aos “velhos do Restelo” - da sua real origem do “velho d'aspeito venerando” do canto IV dos Lusíadas - que em 1993 registava-se nos 9%.
Nas diferentes ilhas o cenário é diferente. Em São Miguel dos atuais 51% de produção de energia renovável estima-se que atingiremos 67% em 2025; nas Flores, a contribuição das energias renováveis é de 50%, sendo expectável que com os investimentos em curso passará para os 87%. A ilha das Flores distancia-se das outras ilhas pela transição para um modelo sustentável pelos seus recursos naturais na produção de energia a partir de fontes renováveis.
Há clara evidência de uma estratégia de valorização energética nos Açores por via das energias renováveis versus a redução de dependência dos combustíveis fósseis. Esta é uma mudança de paradigma que, também, posiciona os Açores como destino sustentável pela gestão dos seus recursos.
Aliado a este paradigma suportado em avultados investimentos há espaço para a política social através da introdução da tarifa social que abrange mais de 11.000 Açorianos, onde o valor ponderado do desconto é de cerca de 33% menos do tarifário normal.
O investimento público e privado garante uma mudança de paradigma nos Açores. A visão social é incluída nesta mudança de paradigma, porque não há uma só maneira de conceber o Estado Social. A confiança dos cidadãos mantém-se sempre que há o cumprir da palavra. A mudança do paradigma da produção de energia a partir de fontes renováveis aliado ao princípio de apoiar quem mais necessita têm sido compromissos anunciados e executados.

 

Mais Artigos

Hernâni Bettencourt 10 de Junho: cá e lá



Lara Martinho VISITAS ÀS FLORES E SÃO JORGE



Francisco Coelho O inédito viável



José Contente Autono(mia)



Hernâni Bettencourt Oposição, precisa-se!



Lara Martinho UMA 2ª OPORTUNIDADE PARA OS EMPRESÁRIOS



Francisco Coelho Fado Tropical



Sónia Nicolau Importa-se de repetir, a responsabilidade é de quem trabalhou?



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados