Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Governo cria novos programas para reforçar diversificação agrícola nos Açores, anuncia Vasco Cordeiro


Comité das Regiões aprova propostas de Vasco Cordeiro para garantir taxas de financiamento comunitário na PAC


Deputados dos Açores destacam compromisso com o Quartel do Carmo


Lara Martinho pede a comissária europeia manutenção da taxa de cofinanciamento para as RUP


Artigos de Opinião

Lara Martinho Lara Martinho
"GESTÃO DO MAR"
2018-12-08
Mónica Rocha Mónica Rocha
"Agricultura açoriana evolui e aposta no futuro"
2018-12-06
Isabel Quinto Isabel Quinto
"Respostas sociais reforçadas com Plano e Orçamento para 2019"
2018-12-06
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"A melhor proposta para os professores!"
2018-12-06
José Contente José Contente
"PS Melhor"
2018-12-05
Lara Martinho Lara Martinho
"3 ANOS DE GOVERNO e o 4º ORÇAMENTO DO ESTADO APROVADO"
2018-12-03
Ricardo Serrão Santos Ricardo Serrão Santos
"O futuro da agricultura"
2018-11-30
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Sónia Nicolau

Opinião

"O Valor do Trabalho e a precariedade"

Sónia Nicolau
2018-05-09

 

Mês de maio, por excelência histórica, convoca-nos à conquista do valor do trabalho. É por esse valor que escrevo este artigo.
O ensino não superior será, porventura, onde o trabalho é mais precário durante mais tempo. Professores precários. Do público ao privado.
De 2001 a 2014 nos Açores foram integrados 805 professores e no mesmo período assistiu-se a uma redução 11345 alunos. Em 14 anos letivos houve um aumento de 19% de professores e uma redução de 30% de alunos. Os números são o que são, mas para além dos números há a vida de cada professor, de cada família, de cada criança e nesta equação o equilíbrio do Sistema Educativo Regional (SER) espalhado por 9 ilhas.
Será de direito que os professores contratados tenham estabilidade profissional? Sim.
Será de direito que os 1118 professores que não estão exclusivamente a lecionar, em situações transitórias - docentes em apoios PROSucesso; satisfação de necessidades de redução de horário; mobilidade; afetação às instituições; licenças sem remuneração; dispensa sindical e órgãos executivos; comissão de serviço; requisição; deputados, membros dos governos locais e regionais; baixas prolongadas…- tenham direito à sua vaga ao retornar às suas funções? Sim.
Será de direito a todos os Açorianos a garantia do bom equilíbrio do SER - financeiro e pedagógico? Sim.
Acede-se à exigência de contratação de mais professores e os 1118 professores ao voltarem ao seu posto de trabalho, com a redução tendencial e expectável, numa sociedade evoluída, da natalidade terão horários zeros nas diferentes escolas. E, nessa altura quem assumirá a ineficiência do SER? A oposição e os sindicatos?
Solução? Poder-se-á impedir que um docente possa exercer outra função durante determinado tempo, em situações transitórias? Poder-se-á impedir que um docente coloque baixas prolongadas? Poder-se-á impedir que uma escola na sua autonomia aplique programas temporários - PROSucesso - ou percursos alternativos? Poder-se-á impedir que um docente solicite licença sem remuneração? Poder-se-á impedir que um professor contratado aceite uma vaga numa ilha do Grupo Ocidental e apresente atestados médicos mensais? “Removam-se” os direitos dos professores efetivos e contratados? Altere-se o Estatuto da Carreira Docente de forma que o número de docentes dependa do número de alunos? Não.
A melhor solução, neste quadro legislativo - Estatuto da Carreira Docente e Laboral - e Constitucional, é a existente. 83% dos professores são efetivos. Abrir vagas para a efetivação apenas e só quando se tratarem de necessidades permanentes sem colidir com situações específicas transitórias, tendo em conta os diferentes grupos disciplinares, a atual matriz curricular, a possibilidade de implementar a flexibilidade curricular e a taxa da natalidade.
É preciso coragem política para não cair no populismo e no facilitismo. Os professores são uma das classes com maior conhecimento acumulado - e à qual todos somos devedores -, pelo que se a explicação for feita, lugar a lugar, em cada escola, os próprios perceberão, por muito que desejem uma solução para a sua situação precária, que não está em causa a não valorização do Valor do seu Trabalho, mas de uma impossibilidade para o bom equilíbrio da gestão do Sistema Educativo Regional.

 

Mais Artigos

Lara Martinho GESTÃO DO MAR



Mónica Rocha Agricultura açoriana evolui e aposta no futuro



Isabel Quinto Respostas sociais reforçadas com Plano e Orçamento para 2019



Sónia Nicolau A melhor proposta para os professores!



José Contente PS Melhor



Lara Martinho 3 ANOS DE GOVERNO e o 4º ORÇAMENTO DO ESTADO APROVADO



Ricardo Serrão Santos O futuro da agricultura



Lara Martinho PROPOSTAS DO PS



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados