Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Trabalhadores da COFACO “estarão sempre na primeira linha de defesa do PS”


Vasco Cordeiro anuncia que casas vagas nas Lajes estão disponíveis para projetos que dinamizem economia da Terceira


Ministro garante ao PS que não há abandono das Lajes


Para Serrão Santos "regionalização das medidas técnicas da pesca é passo importante".


Artigos de Opinião

Lara Martinho Lara Martinho
"2018 - A oportunidade de cada um se realizar"
2018-01-13
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Sensibilização em vez de imposição"
2018-01-10
Lara Martinho Lara Martinho
"Política Externa Portuguesa"
2018-01-08
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Greve. A palavra de arranque de 2018"
2018-01-03
Lara Martinho Lara Martinho
"Adeus 2017, Bem-Vindo 2018"
2017-12-27
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Um ensaio para todos os anos"
2017-12-27
Dionísio Faria e Maia Dionísio Faria e Maia
"Sentidos Únicos"
2017-12-22
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Sónia Nicolau

Opinião

"Sensibilização em vez de imposição"

Sónia Nicolau
2018-01-10

 

É desejável que se obtenham resultados pela sensibilização em vez da imposição. Infelizmente a sociedade portuguesa, no particular, a açoriana, ainda não atingiu a maturidade desejada em matéria de igualdade de género e da responsabilidade partilhada.
São inúmeras as situações onde as mudanças sociais deveriam naturalmente deixar marcas no presente e futuro próximo. Há resistência.
A igualdade de género, como garante para uma igualdade de oportunidades, deve ser encarada com determinação. Sem a coragem de legislar sobre a matéria, Portugal estaria muito abaixo dos 21º lugar que ocupa nos 28. Mas ainda está no 21o lugar.

Igualdade 1 – igualdade salarial no trabalho: ainda ganha a imposição. Nos Açores a desigualdade salarial está abaixo da média nacional e europeia. É um bom indicador. A pobreza das mulheres, por via de salários mais baixos o que resultará em pensões mais reduzidas é ainda de registar – 19,6% mulheres e 18,2 homens (dados 2017) .Importam ações que modifiquem esta situação – desde logo as empresas deveriam ser obrigadas a explicar as diferenças salariais existentes entre homens e mulheres que desempenham as mesmas funções. Desde 1 de janeiro de 2018 que a Islândia tornou obrigatória a igualdade salarial.

Igualdade 2 – igualdade de género na política: ainda ganha a imposição. Concorde-se ou não, os factos são indesmentíveis. A Lei da Paridade contribuiu para aumentar o número de mulheres na política.
A sensibilização de 40 anos de democracia resultou num vergonhoso número de participação de mulheres. Em 1976 eram 5,7%; 2005 – 21,3%; em 2015(após a aprovação da Lei da Paridade) – 33% - mesmo no limite inferior da lei. Que sortudas que somos! por cada dois homens, uma mulher. E para atingir esse número foi necessário legislar. Porém, a legislação não deve justificar a manutenção das mulheres na política. A sua presença deve resultar da sua competência. Não é o mesmo exigido aos homens?
Há mais mulheres que homens. Perante uma população envelhecida importa um melhor e maior uso efetivo dos recursos humanos. Isto da igualdade de género não é uma questão apenas social. É, também, económica. Um exemplo: na economia que mais cresce, a economia digital, em que para Portugal as competências e as start-ups digitais são a chave para o crescimento futuro de Portugal, na área das TIC – Tecnologias Informação e Comunicação – os números apontam para a presença de 19,8% de mulheres – tendência decrescente - e de 80,2% homens. Segundo dados europeus, “se o número de mulheres nas TIC igualasse o dos homens poderia haver um ganho de cerca de 9 mil milhões de euros por ano, em termos de PIB, na EU”.

Este ano a Assembleia Legislativa Regional e a Assembleia da República terão como tema no Plenário Jovem, “Igualdade de género, um debate para todos”. É bom que se discuta o tema e que se proponham soluções para combater esta persistente desigualdade. Este é um bom exemplo onde a sensibilização supera a imposição.

 

Mais Artigos

Lara Martinho 2018 - A oportunidade de cada um se realizar



Sónia Nicolau Sensibilização em vez de imposição



Lara Martinho Política Externa Portuguesa



Sónia Nicolau Greve. A palavra de arranque de 2018



Lara Martinho Adeus 2017, Bem-Vindo 2018



Sónia Nicolau Um ensaio para todos os anos



Dionísio Faria e Maia Sentidos Únicos



Ricardo Serrão Santos O ano em que nos despedimos dos Mários



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados