Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Encontro com a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores foi “bastante útil e proveitoso”, afirma Vasco Cordeiro


Vasco Cordeiro apresenta à Assembleia da República “posição açoriana” sobre os próximos fundos comunitários


Presidente do Governo recebeu a Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo


Vasco Cordeiro destaca impacto para as Flores de obras nas áreas da Educação, Saúde e Transportes Marítimos


Artigos de Opinião

José Contente José Contente
"Prole trumpista"
2018-10-10
Mónica Rocha Mónica Rocha
"Preparar o futuro hoje"
2018-10-10
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Mente mais do que fala"
2018-10-04
Lara Martinho Lara Martinho
"Por nós as pessoas"
2018-09-29
José Contente José Contente
"Melan(cólicas)"
2018-09-26
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Notas Parlamentares"
2018-09-26
André Bradford André Bradford
"Pelos Açores, com os Açorianos"
2018-09-21
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Lara Martinho

Opinião

"2 Anos de Governo, 2 anos de Mudança"

Lara Martinho
2017-12-04

 

Dois anos de Governação socialista e o 3º Orçamento de Estadoaprovado.O que mudou em Portugal?

1 - ORÇAMENTO DO ESTADO APROVADO- há dois anos atrás poucos acreditavam numa vida longa para esta solução governativa, muitos vaticinavam o seu fim dentro de poucos meses, certo é que no dia seguinte ao PS completar dois anos de Governação, foi aprovado o terceiro Orçamento do Estado. Não mudou apenas a perspetiva dos portugueses que de desconfiança passou a confiança neste Governo, confiança no futuro do nosso país, mudou também o próprio país.Os resultados económicos positivos demonstram-no bem, em 2017 Portugal prepara-se para ter um défice de 1,4% (melhor do que o limite de 3% do pacto de estabilidade e dos 2% registados em 2016), com um crescimento económico a rondar os 2,5% e o desemprego a cair consecutivamente até aos 8,5%, valor mais baixo desde 2008.Aliás os números são claros: há mais 227 mil empregos líquidos e menos 190 mil desempregados desde que o PS está no Governo; há menos 170 mil pessoas em risco de pobreza ou exclusão social em Portugal; o peso dos impostos diretos no rendimento das famílias atingiu o valor mais baixo dos últimos 19 anos. Assistimos à eliminação faseada dos cortes salariais na administração pública e da sobretaxa em sede de IRS, a descida do IVA da restauração de 23 para 13% ou o aumento da generalidade das pensões em 2017.
Nos mercados internacionais, os juros da dívida portuguesa a 10 anos (o valor de referência) caíram para níveis históricos mínimos desde a adesão de Portugal à moeda única, de menos de 2%, o que tem conferido alguma margem de segurança na gestão da dívida pública. Já este ano, a dívida pública sofreu uma redução muito significativa, cerca de 4 p.p. (3,07%) face ao ano anterior, estima-se que se situe na ordem dos 126,2% do Produto Interno Bruto (PIB).Além disso, no segundo semestre deste ano, a agência de notação financeira Standard &Poor's juntou-se à canadiana DBRS colocando a dívida de Portugal num nível de investimento fora do chamado lixo.Ao nível externo, o Governo português, particularmente no seu primeiro ano, escapou à aplicação de sanções por parte da União Europeia e saiu formalmente no início deste ano do Procedimento por Défice Excessivo.
Temos assistido a um esforço contínuo para equilibrar as contas públicas e continuar a aumentar o rendimento disponível das famílias e, por isso, em 2018, todas as famílias pagarão menos IRS, as despesas ligadas à educação dos filhos diminuirão, haverá mais cuidados de saúde à disposição, os mais idosos terão pensões aumentadas; o subsídio de desemprego será reforçado e prestações sociais, como o Rendimento Social de Inserção e o Complemento Solidário de Idosos, terão novos aumentos.
O PS continuará assim nos próximos 2 anos este caminho de confiança, trabalhando para melhorar a vida dos portugueses a par do equilíbrio das contas públicas.
2 - VISITA DA PRESIDENTE DA CONFEDERAÇÃO SUÍÇA -DorisLeuthard, Presidente da Confederação Suíça visitou Portugal no passado dia 28 de novembro e como vem sendo habitual sempre que um chefe de Estado visita o país é recebido em Cerimónia de Boas Vindas na Assembleia da República. Estas visitas têm por objetivo aprofundar os laços entre os países nas suas várias dimensões e este caso não foi exceção. Durante a cerimónia que tive a oportunidade de acompanhar em representação do nosso Líder Parlamentar Carlos César, foi reforçada a importância de uma cooperação a nível multilateral, especialmente na ONU, tendo sido também evidenciada a mais valia de se reforçar os laços existentes também em termos económicos. A Suíça é o 10.º paísinvestidor em Portugal, sendo o 3º parceiro comercial na Europa.A comunidade portuguesa não foi esquecida até porque esta é a 3ª maior comunidade estrangeira a residir na Suíça, composta por cerca de 400 mil portugueses. Uma última curiosidade, em 1910, a Suíça foi o primeiro país europeu a reconhecer oficialmente o governo republicano em Portugal após a queda da monarquia.

 

Mais Artigos

José Contente Prole trumpista



Mónica Rocha Preparar o futuro hoje



Sónia Nicolau Mente mais do que fala



Lara Martinho Por nós as pessoas



José Contente Melan(cólicas)



Sónia Nicolau Notas Parlamentares



André Bradford Pelos Açores, com os Açorianos



Lara Martinho O QUE MUDOU DESDE 2015



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados