Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Trabalhadores da COFACO “estarão sempre na primeira linha de defesa do PS”


Vasco Cordeiro anuncia que casas vagas nas Lajes estão disponíveis para projetos que dinamizem economia da Terceira


Ministro garante ao PS que não há abandono das Lajes


Para Serrão Santos "regionalização das medidas técnicas da pesca é passo importante".


Artigos de Opinião

Lara Martinho Lara Martinho
"2018 - A oportunidade de cada um se realizar"
2018-01-13
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Sensibilização em vez de imposição"
2018-01-10
Lara Martinho Lara Martinho
"Política Externa Portuguesa"
2018-01-08
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Greve. A palavra de arranque de 2018"
2018-01-03
Lara Martinho Lara Martinho
"Adeus 2017, Bem-Vindo 2018"
2017-12-27
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Um ensaio para todos os anos"
2017-12-27
Dionísio Faria e Maia Dionísio Faria e Maia
"Sentidos Únicos"
2017-12-22
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Sónia Nicolau

Opinião

"Há a carga e há muito de nós"

Sónia Nicolau
2017-08-10

 

Os benefícios do turismo em todo o arquipélago são facilmente perceptíveis. Mais emprego – que exige-se que seja com dignidade, mas, para tal, na segunda década do século XXI, impôs-se à Inspecção Regional do Trabalho obrigar empresas a pagarem 2,2M€ aos trabalhadores por irregularidades nos salários - e maior notoriedade de um destino de qualidade – o que deveria tornar dispensável à Inspecção Regional do Turismo dos Açores detectar cerca de mil camas não registadas, 270 alojamentos locais não licenciados.
Há carga e há muito de nós. Há muito da nossa cultura do “desenrascar” e do “contornar”.
Nos Açores, particularmente em São Miguel, já é evidente a pegada ecológica da pressão turística. A solução gira em volta de: manter (aumentar) a população flutuante, sem desvirtuar o património dos Açores?
Goste-se ou não, os Açores não voltarão à calma de outros tempos.
Muito antes de março de 2015, foram criados parques naturais em todas as ilhas e reservas naturais. Não foi necessária a pressão turística para a preocupação com o património natural. Esta já existia. Agora confronta-se com novos desafios perante uma pressão de carga humana superior.
Há carga e há muito de nós. Uma das reservas naturais, o Ilhéu da Vila Franca do Campo, há muito que se afirma como um excelente exemplo de garantia do equilíbrio entre a pressão turística, o acesso do residente, a tradição e a sua preservação. Da inovação da aquisição de bilhetes on-line e disponibilidades, aliada à tradição no transporte em barco de pesca. À gestão desta reserva fica a faltar a existência de um espaço para acomodar as pessoas enquanto aguardam a sua vez, dignificando o acesso à reserva natural e até criando um serviço de conhecimento científico sobre a mesma. O Prof. Dr. Vítor Hugo Forjaz explica bem como o fazer.
Por outro lado, existem espaços como a Caldeira Velha e a Poça da Dona Beija que deveriam alterar o seu modelo de gestão, face à pressão turística. Viajando à Gruta das Torres já se assiste à preocupação da carga sobre o espaço.
Por esta diferença de lidar com a pressão turística, em abril deste ano o Governo dos Açores anunciou que estavam a recolher dados para definir limites de cargas nos Parques Naturais e este mês foi anunciado que o Turismo, Ambiente e Obras Públicas “estão a analisar formas de equilíbrio entre a pressão turística e a preservação da Lagoa do Fogo, Sete Cidades e Furnas.” São boas notícias para a continuação de preservação dos nossos cartões de visita.
Há carga e há muito de nós. Somos parte deste património natural e se o turista não tiver a oportunidade de visitá-lo, pode sempre voltar aos Açores à semelhança do que acontece noutros destinos de cartazes singulares.
Preservação e pressão rimam e em comum têm a primeira letra. Pelo futuro dos Açores estas não rimam e a pressão humana nunca poderá ser superior à preservação do património natural, sob pena de tornar os Açores num lugar comum.

 

Mais Artigos

Lara Martinho 2018 - A oportunidade de cada um se realizar



Sónia Nicolau Sensibilização em vez de imposição



Lara Martinho Política Externa Portuguesa



Sónia Nicolau Greve. A palavra de arranque de 2018



Lara Martinho Adeus 2017, Bem-Vindo 2018



Sónia Nicolau Um ensaio para todos os anos



Dionísio Faria e Maia Sentidos Únicos



Ricardo Serrão Santos O ano em que nos despedimos dos Mários



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados