Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Boa capacidade de execução tem de ter “expressão prática” nas negociações dos próximos fundos comunitários, afirma Vasco Cordeiro


Presidente do Governo escolhido para candidato do PSE à Presidência do Comité das Regiões


Governo assume compromisso de tudo fazer para que a SATA sirva cada vez melhor os Açores e os Açorianos, afirma Vasco Cordeiro


Isabel Rodrigues defende equilíbrio na condicionalidade ambiental para acesso aos fundos comunitários


Artigos de Opinião

Lara Martinho Lara Martinho
"JORNADAS PARLAMENTARES NOS AÇORES"
2019-12-07
Francisco Coelho Francisco Coelho
"E-moções"
2019-12-07
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Movimento de cidadãos, dizem eles"
2019-12-07
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Um Orçamento para 2020 que no papel promete e que a realidade confirmará"
2019-12-04
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Nobres ritos"
2019-12-01
Lara Martinho Lara Martinho
"Pensões"
2019-12-01
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Orçamento 2020: Todos (os que querem) contam!"
2019-12-01
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Cláudia Cardoso

Opinião

"O exemplo do Japão"

Cláudia Cardoso
2011-03-18

 

O mundo globalizado desfez as suas eternas fronteiras e tornou-se uma aldeia pequenina. Ao pé da porta. Com a internet as imagens em tempo real fazem da vida dos outros a nossa própria. Por isso é assustador vermos em tempo real o que acontece do outro lado do mundo. O terramoto que devastou o Japão levanta o sistema de alarme em quem, como nós, vive também em ilhas sísmicas. E explica duas coisas muito simples. A facilidade com que uma economia desenvolvida se transforma numa economia frágil. E os segundos que separam um estado do outro. A transitoriedade a que os países estão sujeitos deve ser motivo de reflexão. E a tentativa pouco feliz de minimizar os acontecimentos dos outros comparando-os com os nossos também. Não é possível comparar esta catástrofe com nenhuma outra. Nem com o terramoto de Lisboa, nem com o do Haiti, nem com os efeitos da peste. Em primeiro lugar porque as circunstâncias eram outras, a capacidade de reacção também, e o grau de devastação que impõem só se deve comparar em situações semelhantes e não à distância de séculos em alguns casos. O que há a registar desta tragédia é a facilidade com que se passa duma condição a outra e a fragilidade dos países, mesmo que desenvolvidos. O Japão investiu muito em energia nuclear que se revela agora uma ameaça interna violenta. Na sequência disso a Alemanha apressou-se a desmantelar as centrais nucleares mais antigas. Certo é que assistir às imagens de destruição que nos chegam diariamente a casa permite que tenhamos uma noção mais rigorosa da nossa dimensão e dos efeitos que um evento semelhante teria se nos atingisse. Permite um enfoque mais justo nesta realidade e assegura que nos salvaguardemos das comparações. Afinal as tragédias não têm uma dimensão mensurável. Muito menos quando as distinguimos pelo facto de termos sido por elas afectados.

 

Mais Artigos

Lara Martinho JORNADAS PARLAMENTARES NOS AÇORES



Francisco Coelho E-moções



Hernâni Bettencourt Movimento de cidadãos, dizem eles



Sónia Nicolau Um Orçamento para 2020 que no papel promete e que a realidade confirmará



Francisco Coelho Nobres ritos



Lara Martinho Pensões



Hernâni Bettencourt Orçamento 2020: Todos (os que querem) contam!



Sónia Nicolau “Silicon Valley”



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados