Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Vasco Cordeiro anuncia lançamento do concurso público para intervenção na estrada Furnas-Povoação


Vasco Cordeiro eleito por aclamação Primeiro Vice-Presidente do Comité das Regiões


PS/Açores garante simplificação e reforço dos apoios às filarmónicas


Classificação da Igreja do Carmo como imóvel de interesse público é importante contributo para a salvaguarda daquele património


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Precários"
2020-02-15
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Até sempre, Senhora Deputada Zuraida Soares!"
2020-02-15
Lara Martinho Lara Martinho
"VIAGEM DE ESTADO À ÍNDIA"
2020-02-15
José Miguel Toste José Miguel Toste
"Um congresso side-by-side"
2020-02-14
João Vasco Costa João Vasco Costa
"Congresso(s)"
2020-02-12
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Decisões e vitórias"
2020-02-12
José Contente José Contente
"In memoriam"
2020-02-12
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
Cláudia Cardoso

Opinião

"Os mascarados"

Cláudia Cardoso
2011-02-11

 


Com particular denodo não há acção que o tempo não corroa. Este ente surdo às nossas súplicas e implacável no desfecho. Os que nada valem não tem por via dele a possibilidade de se apurarem. Mas a sua acção é capaz de mostrar a face invisível dos convencidos, de desgastar a simpatia dos sorridentes, e de desmascarar os ambiciosos. Há na passagem do tempo esta pérfida certeza. A da desvalorização do que se julgava conhecer. A máscara que ornamenta a face esboroa-se, e deixa saltar, por palavras aparentemente serenas, o fel escondido do bandido. Caídas as vestes, resta a indignidade de serem capazes de fazer o impensável, de dizer, mesmo que por palavras mal escolhidas, o que aos olhos de todos é um absurdo. E de no limite se tolherem nas indecisões. Vêm com passinhos pequenos, sorrateiros, explicar as suas muitas hesitações, as que antes se esforçaram por fazer parecer certezas. E porque chegam à ribalta pelo corredor estreito da perfídia, e porque ganham na secretaria o que perderiam se lealdade houvesse, sucumbirão necessariamente. Só eles, na sua solidão de sorrisos, são capazes de manter o engano. Porque não tem coluna vertebral rastejam, porque não tem integridade não a prezam, porque apostam na meta, nunca valorizam o percurso. Falam de assuntos que não dominam, corroem a casca do que desconhecem, alimentam-se da hipocrisia a conta-gotas. Tem entre os dedos o sal duma ferida aberta que lambem demoradamente, enquanto destilam ódio pelos que lhe são alheios, num afã de auto-limpeza. Mas só as árvores morrem de pé. A areia escorrega, demorada e persistente, na ampulheta, contando meticulosamente os dias que lhes restam. E, quando menos se esperar, a máscara, que seguram entre as mãos há demasiado tempo, confundir-se-á com a própria face. E o gesto de a descolar será, então, inútil.

 

Mais Artigos

Francisco Coelho Precários



Hernâni Bettencourt Até sempre, Senhora Deputada Zuraida Soares!



Lara Martinho VIAGEM DE ESTADO À ÍNDIA



José Miguel Toste Um congresso side-by-side



João Vasco Costa Congresso(s)



Sónia Nicolau Decisões e vitórias



José Contente In memoriam



Sónia Nicolau O tempo...



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados