www.psacores.org


Vasco Cordeiro pede sinal claro de união e de determinação à volta da Autonomia

O Presidente do PS/Açores afirmou a importância de se dar “um sinal claro de união, de determinação, à volta da nossa Autonomia”, apelando, nesse sentido à participação de todos os Açorianos no ato eleitoral de 25 de outubro.


Vasco Cordeiro, que falava à margem da entrega das listas de candidatos pelo círculo eleitoral de São Miguel e pelo círculo regional de compensação, no Tribunal de Ponta Delgada, esta segunda-feira, sublinhava a força de que a Autonomia necessita, frisando que “a forma como os Açorianos têm, desde logo, para dar força à nossa Autonomia é através do seu voto”.


Acompanhado pelo mandatário regional da candidatura, Carlos César, e pela mandatária para o círculo eleitoral da ilha de São Miguel, Madalena Motta, o Presidente do PS/Açores afirmou ser em nome dos grandes desafios que temos pela frente que a lista do Partido Socialista se apresenta às eleições regionais do próximo dia 25 de outubro, frisando ser “muita e grande a determinação, a ambição e a vontade de ultrapassar esses desafios”.


O Presidente Vasco Cordeiro, que reforçava a ideia do Partido Socialista se apresentar a estas eleições “mobilizado, convicto, com muita determinação para ultrapassar esse desafio”, sublinhou ainda os bons indicadores que, nos mais variados níveis, “não só na componente sanitária, mas também na componente da economia e do emprego temos conseguido dentro desta conjuntura”, frisando ainda ser especialmente significativo, nestas circunstâncias, “o facto de querermos continuar a defender os Açorianos, a defender os Açores, não apenas face àquela que é a circunstância sanitária, mas sobretudo, naqueles que são os desafios que esta situação nos coloca, do ponto de vista da defesa do emprego, do ponto de vista da defesa da economia, do ponto de vista da defesa, em suma, da nossa região”.


Questionado sobre o mote da campanha do Partido Socialista, ‘P’ra frente é que é caminho’, Vasco Cordeiro sublinhou que, apesar do contexto desafiante temos de “continuar a trabalhar pela nossa região, defendendo os Açores, defendendo os trabalhadores, defendendo o emprego, defendendo a economia, atendendo àqueles que estão numa situação de maior fragilidade”, acrescentando ainda que se alguma lição pode ser retirada do muito trabalho que já tem vindo a ser feito “é a confiança que os Açorianos podem ter no Partido Socialista e que também os desafios do futuro serão vencidos com sucesso”.

2020-09-14 17:46:34 PS AÇORES - WWW.PSACORES.ORG