www.psacores.org


Vasco Cordeiro destaca importância da rede de radares meteorológicos para reforçar a segurança de pessoas e bens em toda a Região

O Presidente do Governo destacou a importância do radar meteorológico de Santa Bárbara, hoje inaugurado na ilha Terceira, para reforçar a segurança dos Açorianos, no âmbito de uma rede que inclui mais dois equipamentos do género a instalar nas ilhas de São Miguel e das Flores. 


“Por muito que custe este investimento, será sempre mais barato do que não nos precavermos e não termos o conhecimento que permita acautelar pessoas e bens, face a fenómenos climatéricos adversos”, salientou Vasco Cordeiro.


Na inauguração deste novo radar do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o Presidente do Governo sublinhou, assim, o forte simbolismo desta cerimónia, tendo em conta que este é um equipamento “essencial” para, além do conhecimento que permite sobre o clima, ajudar na proteção da vida e na segurança de pessoas e bens.


“Este é um aspeto que, infelizmente, tem estado particularmente presente nos Açores, como ficou provado ainda em 2019, o que ainda traz maior simbolismo a este momento e esta inauguração”, disse Vasco Cordeiro.


Com a instalação dos restantes dois radares nos grupos Oriental e Central, ficarão reforçadas as condições de segurança em toda a extensão dos cerca de 600 quilómetros do arquipélago, afirmou Vasco Cordeiro, ao considerar a necessidade deste processo ficar concluído rapidamente.


“Sei que, da parte do Ministro do Mar e do Presidente do IPMA, há toda a consciência e todo o empenho para conseguir esse objetivo”, salientou o Presidente do Governo, ao destacar que este investimento nos radares meteorológicos surge também da colaboração entre os governos dos Açores e da República. 


Recorde-se que, em 2017, o Governo dos Açores assinou com o IPMA um contrato para o arrendamento das parcelas de terreno para a instalação do radar que agora foi inaugurado. 


“Este é, assim, mais um exemplo de colaboração, entre vários”, assegurou Vasco Cordeiro, apontando ainda o caso da solidariedade assumida pelo Governo da República, suportando 85 por cento do custo dos estragos provocados pelo furacão Lorenzo, que atingiu a Região em outubro de 2019. 


“Ainda esta semana, tivemos numerosos exemplos dessa solidariedade, quer em termos regionais, quer em termos especificamente relacionados com a ilha Terceira”, disse o Presidente do Governo. 


É o caso da aprovação, “honrando o compromisso assumido de forma exemplar”, de uma Resolução, em Conselho de Ministros, que mantém o apoio à economia da ilha Terceira no âmbito da atividade turística, para fazer um face a período que tem as suas causas no redimensionamento das forças norte-americanas na Base das Lajes”, disse Vasco Cordeiro, sublinhando também o acordo que permitiu aumentar o volume de fundos comunitários ao dispor da Região até 2027. 


Os Açores vão dispor de um quadro global de financiamento comunitário de, pelo menos, 3.257 milhões de euros nos próximos sete anos, no âmbito do acordo alcançado com o Governo da República, que permitiu quase duplicar o montante de fundos comunitários, em relação ao atual quadro comunitário de apoio.


(GaCS)

2020-09-12 13:10:01 PS AÇORES - WWW.PSACORES.ORG