www.psacores.org


Açores registam “alteração profunda” das condições de empregabilidade, afirma Vasco Cordeiro

O Presidente do Governo afirmou hoje que se verifica uma “alteração profunda” da estrutura da empregabilidade na Região em resultado das políticas públicas dirigidas a esta área e, sobretudo, da ambição dos Açorianos, que têm aderido aos programas de reforço das suas qualificações.


“Há uma alteração muito profunda que está em curso da estrutura da empregabilidade na Região, o que quer dizer, sobretudo, que, embora ainda não tenhamos vencido esta guerra, estamos a conseguir vencer algumas batalhas, sobretudo melhorando a qualificação”, salientou Vasco Cordeiro.


O Presidente do Governo falava, em Santa Maria, na entrega de cerca de 40 diplomas dos cursos de Aquisição Básica de Competências e de certificados do Curso de Inglês, que decorreu no âmbito da visita estatutária que o Governo dos Açores está a efetuar a esta ilha.


Depois de salientar que o desemprego registou uma diminuição de quase 10 por cento em janeiro deste ano, face ao mesmo mês de 2019, Vasco Cordeiro referiu que esta alteração estrutural pode ser aferida pelo facto de 6,7% dos desempregados nos Açores não terem ainda nenhum nível de instrução, uma percentagem que está abaixo da taxa nacional de 7,3%.


No que se refere a desempregados com escolaridade até ao 1.º Ciclo, ou seja, o 4.º ano, a taxa nos Açores situa-se nos 22,6%, enquanto no país ascende a 23,7%.


Segundo disse, estes dados resultam, em grande medida, da adesão dos Açorianos às políticas públicas que têm sido implementadas nos últimos anos para reforçar as suas qualificações, no âmbito da Rede Valorizar.


“Atingimos já a barreira dos 12.500 Açorianos que frequentaram estas formações e que têm agora melhores condições, desde logo, em termos da sua empregabilidade”, assegurou o Presidente do Governo, para quem esta adesão demonstra que “há um bom ponto de encontro entre as políticas públicas de empregabilidade colocadas à disposição dos Açorianos e o interesse que têm demonstrado em relação a estes instrumentos”.


Na sua intervenção, Vasco Cordeiro destacou, por outro lado, que, ao nível das questões do emprego, o objetivo passa por uma intervenção mais profunda ao nível da qualificação da sociedade açoriana.


“Não se trata apenas de uma questão de emprego, já que a ideia é ir mais além e, no fundo, ter Açorianos cada vez mais conscientes da sua condição cidadã e mais conscientes daquele que é o seu papel na sociedade e da forma como podem intervir”, sublinhou.


Os Cursos de Aquisição Básica de Competências foram criados pelo Governo dos Açores, ao abrigo da Rede Valorizar, com o objetivo de assegurar a cidadãos maiores de 18 anos uma oportunidade de qualificação e certificação, de nível básico, secundário e profissional, contribuindo, também por esta via, para o aumento da sua empregabilidade e valorização profissional.


GaCS/PC

2020-03-04 14:35:00 PS AÇORES - WWW.PSACORES.ORG