www.psacores.org


“É possível desenvolver na Europa políticas sociais tal como se faz nos Açores e se fez na República”, defende André Bradford

André Bradford considera ser “possível fazer na Europa aquilo que se faz nos Açores e que tem sido feito também pelo Governo da República, dando um cunho social às políticas económicas, dando um rosto de preocupação e atenção às questões sociais, mantendo uma economia competitiva e uma economia forte”.


O candidato do PS/Açores ao Parlamento Europeu falava na cidade da Horta, após ter reunido esta semana com as estruturas sindicais dos Açores, nomeadamente a União Geral dos Trabalhadores/Açores (UGT/A) e com a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP/A).


“O Governo da República, apoiado por outros dois partidos, disse aos portugueses que havia uma outra maneira de combater a crise económico-financeira e respetivas consequências, disse que iria virar a página da austeridade, disse que iria repor rendimentos e que isso era uma forma de dinamizar a economia. Disse e fez”, lembrou André Bradford, que quer agora transmitir à Europa a “mesma agenda que se implementou em Portugal”.


O socialista lembrou ainda as bases do projeto Europeu, referindo que a Agenda Social, que deve ser agora implementada, deve implicar “uma preocupação especial com o trabalho, com condições dignas de remuneração, com um combate alargado no plano Europeu à precariedade, com políticas direcionadas a um acesso à habitação, à saúde e à igualdade de género”.


“No fundo, um conjunto de matérias de âmbito social, a que a União Europeia tem prestado pouca atenção desde o início do processo de construção Europeia”, frisou.


Referindo-se concretamente aos Açores, André Bradford manifestou a sua atenção às matérias relacionadas com a coesão económica e com a coesão territorial, lembrando que as caraterísticas e dificuldades específicas de desenvolvimento da Região, reconhecidas pelo Estatuto de Ultraperiferia, devem ser “acompanhadas de um conjunto de medidas especiais, que atendam a essas caraterísticas próprias e que procurem resolver esses problemas, em conjunto com as entidades locais e regionais”.


“Nós não prescindimos de, nos próximos 5 anos, promover e desenvolver, na União Europeia, uma agenda de caráter eminentemente social”, garantiu o candidato do PS/Açores às eleições Europeias do próximo dia 26 de Maio, André Bradford.


2019-03-13 18:18:37 PS AÇORES - WWW.PSACORES.ORG