Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

“A defesa das pessoas no centro do projeto europeu só é garantida de forma inequívoca e clara pelo PS”, afirmou Vasco Cordeiro


Vasco Cordeiro expressa “profundo pesar” pelo acidente de viação na Madeira


Vereadores do PS/Ribeira Grande recorrem ao Tribunal de Contas devido a contratação do cantor Kevinho


João Castro quer fiscalização apertada a rótulos de ‘falsos’ leites


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Lavar as mãos…"
2019-04-20
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Turistas? Sim, para o meu hotel..."
2019-04-19
André Bradford André Bradford
"Um Açoriano a defender os Açores na Europa"
2019-04-18
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Notas Parlamentares - com propostas para Servir os Açorianos"
2019-04-17
José Contente José Contente
"CENTEURO?"
2019-04-17
Marta Matos Marta Matos
"Ganhar Asas"
2019-04-15
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Dois exemplos de uma governação proativa"
2019-04-13
  Homepage Homepage Homepage Homepage

« NOTÍCIA ANTERIOR
André Bradford quer enriquecer candidatura do PS/Aço...

PRÓXIMA NOTÍCIA »
“Influência do Governo Regional no plano nacional fo...

Câmara da Ribeira Grande não devolve impostos à população do concelho

PS Açores - Câmara da Ribeira Grande não devolve impostos à população do concelho

Os vereadores eleitos pelo PS/Açores à Câmara Municipal da Ribeira Grande manifestaram esta quinta-feira preocupação com o rumo da gestão do executivo do PSD, após a apreciação das contas relativas ao ano financeiro de 2018.


Perante o aumento da dívida de médio e longo prazo em mais de um milhão de euros e o fecho do ano com resultados líquidos de 4,3 milhões, os vereadores socialistas consideram haver uma “falta de planeamento e incapacidade de colocar estas receitas ao serviço das pessoas e das empresas do concelho”, através do investimento em diversas infraestruturas de execução prioritária.


A título de exemplo, os socialistas apontam a receita cobrada aos ribeiragrandeses que, em 2018, rondou os 8 milhões de euros, através da cobrança de serviços prestados e de impostos diretos (cobrança de água e resíduos). Por outro lado, referem a estagnação nos investimentos: “No verdadeiro investimento necessário ao presente e que dará respostas às solicitações de futuro, quer em abastecimento de águas, saneamento, estruturas de apoio às zonas balneares e rede viária”. 


Para a vereação socialista, o dinheiro cobrado pela Câmara deve ser utilizado em benefício das pessoas, mas esta parece não ser nem a intenção nem a prioridade do executivo do PSD. Com um resultado líquido de 4,3 milhões de euros pagos pelos ribeiragrandenses em IMI, IRS e outros impostos diretos, no mínimo, têm o direito que a Câmara lhes devolva a totalidade da receita de IRS que arrecada, mais de 500 mil euros anuais.


“Esta foi uma proposta dos vereadores do PS no ato eleitoral das autárquicas de 2017 e que o presidente Alexandre Gaudêncio, após várias insistências do PS, continua a recusar devolver esse dinheiro à população da Ribeira Grande. Bem pelo contrário, continua com uma política de esbanjamento dos dinheiros públicos, que em nada contribuiu para a melhoria de vida atual e futura da população”, referiram os socialistas.


Nesse sentido, os vereadores socialistas consideraram que todos os ribeiragrandenses deveriam analisar estes documentos, de forma a conhecerem “onde está a ser gasto o seu dinheiro e qual o rumo que o presidente da Câmara está a dar à Ribeira Grande”.


Os vereadores do PS eleitos na Câmara Municipal da Ribeira Grande optaram por se abster na votação relativamente à execução do orçamento de 2018.

2019-03-21 18:00:24, por PS/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados