Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Carlos César pede um “PS muito forte” para garantir estabilidade


Presidente do Governo insiste na necessidade de mais ação e mais transparência nas questões ambientais relacionadas com a Base das Lajes


Elisa Ferreira com a pasta da Coesão e das Reformas é a “mulher certa no lugar certo”, afirma Vasco Cordeiro


Nota de pesar pelo falecimento de Gustavo Moura


Artigos de Opinião

Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Mais PS! Mais Açores! Mais Portugal! (2)"
2019-09-14
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Escolhas"
2019-09-14
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Mais PS! Mais Açores! Mais Portugal! (1)"
2019-09-07
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"O MODELO DE SUBSÍDIO SOCIAL DE MOBILIDADE DEVE SER REVISTO? SIM"
2019-09-11
José Contente José Contente
"Marcas e marcos"
2019-09-04
Lara Martinho Lara Martinho
"A LEGISLATURA DA CONFIANÇA"
2019-09-07
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Onde param os partidos de direita?"
2019-09-04
  Homepage Homepage Homepage Homepage

« NOTÍCIA ANTERIOR
COMUNICADO-RESPOSTA:Alexandre Gaudêncio continua a e...

PRÓXIMA NOTÍCIA »
Vasco Cordeiro no Comité das Regiões que vai adotar ...

PSD/Açores está refém de si próprio

PS Açores - PSD/Açores está refém de si próprio

A recente nota de imprensa divulgada pelo PSD/Açores, e assinada pelo deputado Bruno Belo, constitui, infelizmente, mais um exercício político revelador do estado a que chegou o maior partido da oposição, para quem o mais importante, a verdadeira prova de vida, resume-se a criticar o PS e a governação.


O PSD/Açores está refém de si próprio, fechado sobre si mesmo, e já não consegue, sequer, disfarçar a ausência de projeto político para os Açores, limitando-se, como se pode verificar, a insistir na velha e estafada tática de tudo criticar.


A indisponibilidade para o diálogo, o tom crispado e negativo que tem sempre adotado quando se refere à realidade regional, evidencia um partido que se encontra, cada vez mais, isolado no seu pessimismo militante, incapaz de reconhecer seja o que for de positivo, e ávido de disfarçar um comportamento ziguezagueante, que oscila entre a vontade de agradar a tudo e a todos, e o vazio que resulta das frases feitas e das generalidades em que parece se ter especializado nos últimos tempos.


Ao ver-se perante um Plano e Orçamento para 2019, aprovado quer pelo PS, mas também pelo CDS/PP e pelo PCP, ao PSD/Açores, pelos vistos, não sobrou mais do que criticar o PS pelo trabalho realizado, o qual consubstancia um conjunto muito significativo de propostas e de soluções positivas para os vários setores da nossa sociedade. É pouco. Demasiado pouco e constrangedor para um partido com história na nossa Região.  


Ao PS/Açores já não surpreende essa postura que nada acrescenta em benefício dos Açorianos e dos Açores. Refém de si próprio, o PSD/Açores contenta-se e satisfaz-se a fazer uma fraca oposição, sem ideias e sem conteúdo, que parece mais empenhada em destruir do que, efetivamente, apresentar alternativas concretas e palpáveis que durem e sejam mais úteis do que a mera tentativa de preencher a agenda mediática.

2018-12-04 19:05:49, por PS/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados