Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

GaCS: Vasco Cordeiro presta homenagem à “extraordinária história” dos Açorianos na Califórnia


Vasco Cordeiro anuncia criação do Conselho da Diáspora Açoriana


Presidente do Governo inaugura Instituto Universitário na Califórnia


Vasco Cordeiro defende parceria com as Comunidades para reforçar relação económica com os EUA


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Convenções..."
2019-02-16
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Eleições europeias não são para os outros"
2019-02-13
Lara Martinho Lara Martinho
"MEMÓRIA NACIONAL"
2019-02-10
Francisco Coelho Francisco Coelho
"Europeias"
2019-02-10
Ricardo Serrão Santos Ricardo Serrão Santos
"Maior justiça na cadeia de valor do leite"
2019-02-08
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Conclusões antes do início"
2019-02-07
José Contente José Contente
"Silicon Horst"
2019-02-06
  Homepage Homepage Homepage Homepage

« NOTÍCIA ANTERIOR
PS/Açores salvaguarda melhor solução para recuperaçã...

PRÓXIMA NOTÍCIA »
PS destaca empenho do novo Presidente da SATA em gar...

Certificação para aviação civil reforça importância das Lajes para o desenvolvimento da Terceira e dos Açores, afirma Vasco Cordeiro

PS Açores - Certificação para aviação civil reforça importância das Lajes para o desenvolvimento da Terceira e dos Açores, afirma Vasco Cordeiro

O Presidente do Governo afirmou que a certificação da Base das Lajes para a utilização permanente pela aviação civil, hoje formalizada, constitui um passo significativo para que este aeroporto reforce a sua importância no desenvolvimento económico e social da ilha Terceira e dos Açores.


Com a conclusão deste processo, “foi possível virar uma importante página na história desta infraestrutura e da Região e colocar este aeroporto ainda mais ao serviço da Terceira e dos Açores, com condições reforçadas de ser um instrumento de criação de riqueza e de criação de emprego”, sublinhou Vasco Cordeiro, na Praia da Vitória.


Na cerimónia de atribuição desta certificação, que contou com a presença dos ministros da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, e do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, o Presidente do Governo sublinhou que este “potencial está já bem à vista”, tendo em conta os números de utilização desta infraestrutura nos anos mais recentes.


“Em 2014, pelas Lajes passaram cerca de 4.600 voos civis e cerca de 490 mil passageiros. Em 2017, esse movimento foi já de 5.900 voos civis e de mais de 740 mil passageiros. Falamos de crescimentos expressivos superiores a 28% e 50%, respetivamente”, adiantou.


Na sua intervenção, Vasco Cordeiro recordou também que a certificação da Base das Lajes para utilização permanente por aeronaves civis surge na sequência do protocolo assinado entre o Governo dos Açores e o Governo da República, em 27 de julho de 2016, bem como do aturado e minucioso trabalho que decorreu nesse período.


“Esta é, pois, mais uma medida cumprida do Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT), o qual, no capítulo das medidas a executar diretamente pelo Governo da República, previa o reforço das condições de atração da Base das Lajes para as atividades civis, através da redução dos constrangimentos operacionais e da sua flexibilização para a utilização pela aviação civil”, disse.


“Ou seja, estamos aqui, uma vez mais, a dar expressão prática e concreta ao PREIT e àquilo que ele significa para a ilha Terceira, em particular, e para os Açores, em geral”, sublinhou o Presidente do Governo, salientando que, para este resultado, foi, desde logo, determinante o compromisso assumido pelo Primeiro-Ministro, António Costa, de ter no PREIT o documento orientador da ação do Governo da República no lidar com as consequências do redimensionamento das forças militares norte-americanas nesta ilha.


“Hoje, antes do término do prazo fixado no protocolo celebrado a 27 de julho, - por 4 dias, é certo, mas, factos são factos, antes do final do prazo -, aqui estamos a registar o cumprimento de um compromisso e o surgimento de mais um importante instrumento de elevada importância estratégica para o desenvolvimento da nossa Região e desta ilha, em particular”, destacou Vasco Cordeiro.


Sobre os efeitos concretos que resultam desta certificação, Vasco Cordeiro salientou que há duas ideias fundamentais que este processo garantiu, nomeadamente a previsibilidade e flexibilidade na operação civil e a atratividade e competitividade deste aeroporto.


Na prática, a certificação para a utilização civil permanente resulta numa maior autonomia na gestão do trafego aéreo, pois, de um modo geral, passa para a Aerogare Civil das Lajes, em coordenação com o Comando da Base, a responsabilidade direta e imediata das autorizações de voos civis para as Lajes, deixando de haver a necessidade de, para essas autorizações, recorrer, com 72 horas de antecedência, à Autoridade Nacional da Aviação Civil e ao Estado Maior da Força Aérea.


Com esta certificação estabelecem-se as regras e os procedimentos da operação civil e definem-se, de forma objetiva e transparente, as responsabilidades da Aerogare Civil das Lajes e da Força Aérea, reforçando, também por essa via, a objetividade e, consequentemente, a previsibilidade dos termos dessa operação.


Além disso, as eventuais restrições temporárias à aviação civil, por imperativos de Defesa Nacional ou por causa de atividades ou exercícios militares, passam a ter de ser comunicadas à parte civil com a antecedência mínima de duas semanas, salvo situações imprevisíveis, em que tal comunicação deve ocorrer com a maior brevidade possível.


Segundo Vasco Cordeiro, esta obrigatoriedade de aviso prévio com bastante antecedência permite às companhias aéreas ajustarem adequadamente a sua operação, diminuindo, por esta via, o risco de irregularidade da mesma.


Para além disso, e entre outras disposições, ficam ainda reguladas e clarificadas as relações de direção e coordenação entre as entidades civis e militar, bem como a previsão expressa da possibilidade de utilização das placas militares pela aviação civil, para situações em que a 'Placa Charlie' esteja esgotada na sua capacidade ou quando estiverem em causa aeronaves das classes D a F, portanto aeronaves de maior porte.


“Por último, e julgamos não menos importante, com esta certificação, a Região Autónoma dos Açores passa a ter um importante instrumento estratégico para libertar o enorme potencial que a indústria da aviação civil encerra para o nosso desenvolvimento, o qual, na sua utilização, não pode deixar de ter em conta as potencialidade da própria infraestrutura, com um pista que ultrapassa os três quilómetros de extensão, a privilegiada localização geográfica a meio caminho entre a Europa e a América e o contexto atual deste setor que, entre outros aspetos, é caraterizado pela saturação de espaços e de capacidades de operação”, afirmou Vasco Cordeiro.


Na sua intervenção, o Presidente do Governo referiu que muitos daqueles que, ao longo dos anos, fizeram “repetidas e inconsequentes profissões de fé na importância e na necessidade desta decisão de certificação, hoje, ou assobiam para o lado de forma a disfarçar a sua incapacidade para a terem concretizado, ou, pior, assumem-se hoje como os primeiros a questionarem a sua utilidade”.


“São as malhas em que se enreda a consciência pesada dos que, tendo tido, desde logo pelas funções governativas que desempenharam ao nível da República, a possibilidade direta e funcional de a fazerem avançar, nunca o fizeram, mas também a verborreia daqueles, outros, que vêm na crítica permanente e destrutiva a única forma de lidarem com as conquistas e vitórias a favor da nossa terra e das nossas ilhas”, disse.


O Presidente do Governo salientou também que outro investimento que se encontra em vias de concretização é o Terminal de Carga do Aeroporto das Lajes, uma infraestrutura de importância fundamental para o desenvolvimento económico desta ilha e, também, para o desenvolvimento da Região.


“Após as formalidades de cedência do espaço e da sua aquisição pela Região, está, dentro de dias, em condições de ser adjudicada a obra, na sequência do concurso público que, atempadamente, já lançamos”, anunciou Vasco Cordeiro.


GaCS/PC

2018-07-23 15:28:17, por PS/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados