Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contactos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Conferência de Imprensa do Presidente do Governo Regional dos Açores


Mensagem do Presidente do Governo Regional dos Açores


PS/Açores congratula-se com a realização de Plenário da ALRAA por Videoconferência


Governo dos Açores organiza bolsa de alojamento para proteger as famílias dos profissionais de saúde e proteção civil


Artigos de Opinião

Francisco Coelho Francisco Coelho
"Corsário"
2020-04-04
Lara Martinho Lara Martinho
"ESTADO DE EMERGÊNCIA REFORÇADO"
2020-04-04
José Ávila José Ávila
"A vida em tempos de crise"
2020-04-04
Hernâni Bettencourt Hernâni Bettencourt
"Mal-entendido?! Em 2011 já era tarde…"
2020-04-03
José Contente José Contente
"Repugnante"
2020-04-01
Dionísio Faria e Maia Dionísio Faria e Maia
"Não apetece!"
2020-04-01
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"Respostas."
2020-04-01
  Homepage Homepage Homepage Homepage

« NOTÍCIA ANTERIOR
Paulo Casaca visita Ilha do Pico

PRÓXIMA NOTÍCIA »
José Luís Zapatero agradece felicitações a Carlos Cé...

Paulo Casaca diz que o candidato da Coligação está a tentar iludir os açorianos

PS Açores - Paulo Casaca diz que o candidato da Coligação está a tentar iludir os açorianos O deputado europeu socialista diz que Duarte Freitas não sabe do que fala quando promete mais quota aos lavradores e que ofende os pescadores quando considera como “folclore” o acompanhamento da faina de uma embarcação de pesca, como fez Paulo Casaca.

O candidato do PS-Açores ao Parlamento Europeu, Dr. Paulo Casaca, disse hoje que o candidato da Coligação Açores, Duarte Freitas, está a tentar iludir os açorianos. Segundo Paulo Casaca, no domínio da agricultura, Duarte Freitas “está a tentar convencer os agricultores de uma coisa que é materialmente impossível.” Como explica o socialista, prometer um aumento da quota leiteira atribuída à Região “é uma coisa absolutamente surrealista, porque o Parlamento Europeu não tem esse poder” e são os Governos dos Estados-Membros que decidem sobre essa matéria. “E, no caso de Portugal, o Dr. Durão Barroso já esclareceu qual é a sua posição, dizendo que nem mais um litro para os Açores”, lembrou o deputado socialista ao Parlamento Europeu.

Para Paulo Casaca, “o que um deputado europeu pode e deve fazer é, nesses domínios onde o PE não legisla directamente, tentar influenciar todos os actores que vão ser importantes para a tomada de decisão, a começar pelos funcionários da Comissão Europeia” e “convém não os insultar” quando eles manifestam opiniões contrárias às que se defendem. “Convém não fazer aquilo que o Dr. Duarte Freitas fez na ALRA, em que dirigiu uma série de impropérios a um director-geral adjunto da Comissão Europeia, que esteve entre nós, e que exprimiu os seus pontos de vista, porque não eram aqueles que gostaríamos que fossem”, realçou Paulo Casaca.

Segundo Paulo Casaca, o seu opositor parece também desconhecer o funcionamento das instâncias europeias. “Dizer que vai fazer com que os recursos próprios da comunidade sejam os maiores possíveis é ignorar algo que é basilar no funcionamento das instituições europeias”, considera o deputado açoriano no Parlamento Europeu, que explica que “as verbas de que dispõe a União Europeia são votadas por unanimidade pelo Conselho, ou seja, pelos Estados Membros, e o Parlamento tem apenas um poder indicativo sobre essa matéria.”

O candidato do PS-Açores às eleições Europeias considera que o tom que tem sido adoptado por Duarte Freitas em nada contribui para um debate saudável de ideias e para o esclarecimento que se pretende em vésperas de eleições. “Ouvi o Dr. Duarte Freitas dizer que eu era um deputado que andava apenas nos fins-de-semana nos Açores, o que me deixou perplexo. Gostava de perguntar ao Dr. Duarte Freitas se ele está com isso já a pré-anunciar que não vai cumprir os seus deveres de deputado no Parlamento Europeu”, respondeu Paulo Casaca, acrescentando que “no Parlamento Europeu há muito trabalho a fazer, plenários, reuniões de comissão, contactos, e quem quer fazer algo de útil pela Região tem de falar com as pessoas que estão nos sítios importantes.”

Para Paulo Casaca, os candidatos “deveriam abster-se de fazer ataques traiçoeiros e pessoais”, como os que têm sido lançados pela Oposição. “Estes enredos e estas intrigas domésticas deviam ser deixadas à porta e devia-se efectivamente falar daquilo que são os projectos, as ideias, as políticas que se querem prosseguir na União Europeia.”

“Dizer, por exemplo, que andar numa embarcação de pesca é fazer folclore, é algo que acho que é indigno de trazer a uma campanha para o Parlamento Europeu”, exemplificou o candidato socialista, que considera mesmo aquelas declarações “profundamente ofensivas” para toda a classe piscatória. “Acho lamentável que em vez de se tentar saber do que se está a falar, e se tente opinar informadamente, se esteja a fazer uma campanha deste género e se continue com estes enredos permanentes”, disse Paulo Casaca.

Durante o dia de hoje, o candidato do PS-Açores ao Parlamento Europeu esteve no Pico, onde contactou com a população da Ilha. Esta noite, pelas 20h00, tem lugar um jantar no Restaurante A Parisiana, onde será apresentado o mandatário da candidatura de Paulo Casaca para a Ilha do Pico, Manuel Costa.

2004-05-19 00:00:00, por PS/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados