Página Principal Presidente Presidente Honorário Partido Media Center Contatos Siga-nos!
 

Notícias PS/Açores

Parceria reforça qualificação da Montanha do Pico como produto turístico, afirma Vasco Cordeiro


Acusações extremadas da oposição levam André Bradford a apelar: “Vamos parar um bocadinho para pensar, em vez de alimentar as coisas desta maneira”


Interparlamentar UE-ACP quer redução de Dispositivos de Agregação na pesca do Atum


Vítor Fraga anuncia Rede de Garantias Sociais para o concelho de Ponta Delgada, iniciativa pioneira nos Açores


Artigos de Opinião

André Bradford André Bradford
"Abandonar a Autonomia"
2017-07-24
Sónia Nicolau Sónia Nicolau
"O que esperam de nós?"
2017-07-20
Lara Martinho Lara Martinho
"NOTÍCIAS DA REPÚBLICA - Final da Sessão Legislativa"
2017-07-18
André Bradford André Bradford
"Liberdade de expressão"
2017-07-14
Dionísio Faria e Maia Dionísio Faria e Maia
"Médico a bordo"
2017-07-14
Ricardo Serrão Santos Ricardo Serrão Santos
"Cooperação alargada ao Atlântico Sul"
2017-07-14
José San-Bento José San-Bento
"O Sol e a Peneira"
2017-07-12
ESTÁ AQUI:Media Center»Opinião
José Ávila

Opinião

"Orgulho sem preconceito"

José Ávila
2017-05-18

 

Não é segredo para ninguém que tenho um imenso orgulho em ser graciosense. Quem me conhece, sabe muito bem o que estou a dizer, até porque nunca consegui disfarçar ou esconder esse sentimento, seja em que circunstância for.
Não estarei sozinho, nesta matéria. Muito graciosenses são como eu, não tenho qualquer dúvida, e tal como nós existem muitos açorianos que sentem o mesmo pelas suas ilhas.
Não consigo definir a “graciosensidade” como o Victor Rui Dores já o faz há imensos anos, inspirado, como ele próprio reconhece, no conceito de “açorienidade” de Vitorino Nemésio, mas não podia estar mais de acordo com a frase que publicou em dezembro de 2013, e cito, “a minha graciosensidade é precisamente o meu apego e o meu amor incondicional pela ilha Graciosa, é a minha marca de identidade e de identificação com o espaço graciosense”, fim de citação.
Este orgulho, que referi no início, é suportado por coisas simples. Desde as belezas naturais, passando pelo património construído, não esquecendo a arte de bem receber e os resultados da participação desportiva.
Também concordo que a nossa dimensão ultrapassa os 62 quilómetros quadrados de superfície que a ilha encerra e, por isso mesmo, abomino quando alguém se refugia na nossa pequenez para desculpar tudo.
É na Graciosa que ainda vive e nidifica o Painho de Monteiro, ave única no mundo. É na Graciosa que se situa a Furna do Enxofre, a maior abóboda vulcânica da Europa. É aqui que se produz a Queijada da Graciosa, célebre pelo seu sabor e por ser o primeiro produto a ostentar a marca Açores. É na Graciosa que se produz vinhos e aguardentes de excelência, alguns já premiados por diversas vezes.
O Cláudio Bettencourt voa nos ralis e obtém resultados de excelência. A Mainara Rodrigues brilhou, por duas vezes, ao vencer provas nacionais. O Sport Clube Marítimo venceu uma Taça Açores e também subiu à Série Açores de Futebol onde se mantém entre os melhores da Região. O Graciosa Futebol Clube já esteve em duas finais da Taça Açores e mantém, há vários anos, uma escola de futebol ao nível das melhores da região e que tem revelado excelentes atletas. O Santa Cruz Sport Club venceu a Taça Açores e duas vezes a Série Açores da II Divisão de Voleibol em femininos e já foi campeão regional por diversas vezes nos escalões de formação de ambos os sexos. A Associação Cultural Desportiva e Recreativa já foi campeã regional de infantis masculinos em andebol e já produziu diversos campeões regionais de atletismo. A seleção de Sub-12 de Futebol arrancou, muito recentemente, um tão honroso como inédito segundo lugar. A Escola Básica e Secundária venceu, este ano, os Jogos Desportivos Escolares.
Agora chegou a vez do Sporting Clube de Guadalupe nos brindar com um resultado que, muito certamente, ficará na história desportiva da Ilha Graciosa, ao vencer o Campeonato dos Açores de Futebol e garantir, por esse facto, o acesso, na próxima época, ao Campeonato de Portugal.
Com poucos recursos e com muitos graciosenses no seu plantel, onde se inclui o treinador Jimmy Cunha, dirigido por uma direção voluntária e voluntariosa, encabeçada pelo Manuel Bernardino, este clube conseguiu obter um resultado só ao alcance de muitos poucos.
Nestas coisas, tal como na vida, não é necessário ganhar sempre, mas torna-se imperioso tentar sempre, com humildade e dedicação.

 

Mais Artigos

André Bradford Abandonar a Autonomia



Sónia Nicolau O que esperam de nós?



Lara Martinho NOTÍCIAS DA REPÚBLICA - Final da Sessão Legislativa



André Bradford Liberdade de expressão



Dionísio Faria e Maia Médico a bordo



Ricardo Serrão Santos Cooperação alargada ao Atlântico Sul



José San-Bento O Sol e a Peneira



Dionísio Faria e Maia Estranha forma



> >>

Arquivo Histórico do PS/Açores
PSA TV - Canal YouTube Ps/Açores

 
HomeNotícias | Media Center | Agenda | OpiniãoPartido | Presidente | Grupo Parlamentar ALRAA | Deputados AR | Deputados PE | Documentos | Links | Contactos
 
Sede Regional - Bairro da Vitória - Rua Dr. Armando Narciso, nº 5 – S. José - 9500-185 Ponta Delgada
Partido Socialista Açores © Todos os Direitos Reservados